BR-226

Rodovia maranhense continua interditada por indígenas

A interdição ocorreu após cinco moradores terem sido alvejados por disparos de arma de fogo disparados por um ocupante de um veículo, que acertou duas pessoas e feriu outras três.

Reprodução

A rodovia BR-226, foi interditada por índios no início da tarde deste sábado, (7) em três pontos, entre os municípios de Barra do Corda e Grajaú, dentro do perímetro da reserva indígena Guajajara, na aldeia Elbetel. A interdição ocorreu após cinco moradores terem sido alvejados por disparos de arma de fogo disparados por um ocupante de um veículo, que acertou duas pessoas e feriu outras três.

Os motivos para o crime ainda não estão totalmente esclarecidos. As informações iniciais dão conta que um índio morreu no local e um outro faleceu no hospital, além de outros três atingidos pelos disparos. O atirador está sendo procurado pela polícia, que também investiga a motivação da ação.

Os moradores da região das aldeias começaram a manifestação. A BR-226 foi bloqueada em três pontos. Ao menos dois caminhões foram tomados de assalto e atravessados na rodovia, que também foi cortada e bloqueada por galhos de árvores. As cargas dos dois caminhões foram saqueadas.

Uma fila de aproximadamente um quilômetro e meio se formou para cada lado. Equipes da PRF e da Polícia Militar encontram-se no local, mas não estimaram o horário de liberação da rodovia, vez que a concentração de índios é grande, vindos das aldeias vizinhas. As negociações para a liberação continuam.

Os desvios propostos para quem pretende se deslocar pela região é se encaminhar pela BR-010, BR-222 e BR-135, além de alguns acessos por rodovias estaduais.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias