JUSTIÇA ELEITORAL

Prefeito de Codó fica inelegível por 8 anos

Eles recorreram ao TRE, que manteve, por 7 votos a 0, a decisão inicial.

Reprodução

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) condenou o prefeito de Codó, Francisco Nagib (PDT), e Dr. José Francisco Neres (PT), por compra de votos e abuso de poder econômico, e declarado ambos inelegíveis pelo período de oito anos.

A decisão, unânime, se não revertida no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tem poder de tirar o pedetista das eleições de 2020, quando ele, em tese, teria direito de tentar a reeleição. A condenação decorre de um caso flagrado no pleito de 2012.

No ano de 2012 o atual prefeito de Codó era filiado ao PR, naquela oportunidade, Nagib resolveu romper com o grupo. Francisco Nagib terminou somente na terceira posição, com 7,5 mil votos, contra 23 mil de Zito, que se reelegeu, e, ainda, 19,5 mil de Biné Figueiredo (PDT).

Francisco Nagib, entretanto, foi denunciado pela coligação do “Codó no Rumo Certo”, de Zito Rolim (PDT), por compra de votos e abuso de poder econômico depois de o seu pai, o empresário Francisco Carlos de Oliveira, prometer pagar um 14º salários a empregados da FC Oliveira.

Nagib e Dr.José Francisco Neres, foram condenados em primeiro grau – com cassação de registro de candidatura e declaração de inelegibilidade. Eles recorreram ao TRE, que manteve, por 7 votos a 0, a decisão inicial.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias