DIA DO MEIO AMBIENTE

Novos parques de energia eólica do Maranhão terão meio bilhão de investimento

Atualmente, o parque gera energia o suficiente para abastecer 2,5 milhões de residências. Novas construções aumentam ainda mais a capacidade

Reprodução

Localizado entre os municípios de Paulinho Neves e Barreirinhas, o Complexo Delta Maranhão entrou em sua terceira fase de expansão. A construção de dois novos parques eólicos, Deltas 7 e 8, contará com um investimento de R$500 milhões da empresa proprietária, Ômega Energia.

Atualmente, os parques maranhenses geram 328,8 MW de capacidade – o suficiente para abastecer 2,5 milhões de residências. Com a construção dos Deltas 7 e 8, a quantidade de aerogeradores passará de 136 para 172 e a geração total chegará a 426 MW de energia.

O projeto de expansão colocou o Maranhão no mapa mundial de geração de energia eólica, conhecida por sua produção limpa e sustentável. Sua primeira obra, a construção do Delta 3, em 2017, teve investimento inicial de R$ 1,5 bilhão. Em 2018, foram implementados os Deltas 5 e 6.

As obras tiveram o apoio do Governo do Estado. O secretário da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, afirma que a sustentabilidade é um dos pontos principais a serem trazidos com a expansão do parque, assim como a geração de empregos, renda, investimentos e da valorização territorial.

A empresa energética vê futuro na região maranhense. “Pela qualidade e incidência dos ventos, o litoral do Maranhão tem forte potencial para a geração eólica o que tem trazido muita prosperidade para a região”, afirma o presidente da Ômega Energia, Antônio Bastos Filho.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias