ESTATÍSTICAS

Nordeste tem maior taxa de desemprego de acordo com IBGE

A taxa de desemprego do primeiro trimestre foi de 12,7%, sendo 1,1 ponto acima do percentual registrado no trimestre anterior. Nos primeiros três meses de 2019, 13,4 milhões de pessoas procuravam emprego no país.

Reprodução

O desemprego subiu em 14 das 27 cidades da federação brasileira durante o primeiro trimestre do governo de Jair Bolsonaro, de acordo com uma pesquisa do IBGE que saiu nesta quinta (16). Os maiores índices foram no Mato Grosso do Sul, Góias e Acre.

A taxa de desemprego do primeiro trimestre foi de 12,7%, sendo 1,1 ponto acima do percentual registrado no trimestre anterior. Nos primeiros três meses de 2019, 13,4 milhões de pessoas procuravam emprego no país.

Ainda de acordo com o IBGE, as maiores taxas de desemprego foram registradas no Amapá (20,2%), Bahia (18,3%) e Acre (18%). As menores, em Santa Catarina (7,2%) e Paraná e Rondônia, ambos com 8,9%. Um a cada quatro desempregados brasileiros estavam há mais de dois anos procurando trabalho no primeiro trimestre de 2019. Ao todo, 3,3 milhões de brasileiros se encontravam nessa posição.

A região Nordeste permaneceu registrando a maior taxa de desocupação entre todas as regiões brasileiras, subindo de 14,3% para 15,3%. Em Pernambuco, na comparação entre o primeiro trimestre de 2019 e o mesmo período do ano passado, a taxa de desemprego caiu 1,7 pontos percentuais.

*Com informações da Folha Press

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias