Brutal

Homem mata jovem com marretada na cabeça

O homem teria cometido o crime em sua residência, local que residia com sua esposa, que no momento do fato estava viajando

Reprodução

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios de Imperatriz, deu cumprimento ao mandado de prisão temporária contra Emerson Vieira Corrêa, investigado como autor do homicídio de Carine Silva Sousa, ocorrido no último domingo (20), em Imperatriz.

Segundo a polícia, foram realizadas inúmeras investigações até que se chegasse a Emerson Corrêa. Os agentes tomaram conhecimento de que Carine Sousa e o investigado teriam se encontrado momentos antes do desaparecimento dela.

O homem teria cometido o crime em sua residência, local que residia com sua esposa, que no momento do fato estava viajando. Posteriormente usou o veículo da companheira para desovar o corpo da vítima.

Depois do crime bárbaro efetivado, o homem fugiu da cidade e teria relatado a familiares que fugiria para Palmas, no Tocantins, lugar onde já havia residido anteriormente.

Emerson Corrêa se apresentou na delegacia, onde já havia o mandado de prisão temporária, bem como, de busca e apreensão em razão das investigações já estarem em estado avançado.

Durante o interrogatório, ele confessou a autoria do homicídio praticado, afirmando ainda, que no interior da casa os dois teriam se desentendido. No calor da discórdia ele acabou matando Carine fazendo uso de uma marreta e após o ato, se desfez dos objetos dela, incluindo o aparelho celular. Negou, ainda, que o homicídio está ligado a algum ritual religioso.

Diante da confissão do homicídio o delegado Gustavo Tavares, representou pela conversão de prisão temporária para prisão preventiva de Emerson Correa. Ele permanecerá preso na Unidade Prisional de Imperatriz, à disposição do Poder Judiciário.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias