SÃO LUÍS

Prefeitura realiza recadastramento de famílias em área de risco

O trabalho, iniciado em julho, prossegue até setembro. Entre os bairros visitados esta semana estão o Cantinho do Céu, São Francisco, Parque Pindorama, Sacavém e Bequimão

foto: divulgação

Famílias que vivem em áreas classificadas como de risco, na capital, são alvo de ação da Prefeitura de São Luís. Equipes da Defesa Civil – que integra a Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) – visitam bairros mapeados realizando vistorias, levantamento de problemas e recadastramento de moradores. O objetivo do trabalho é garantir a segurança, desenvolver ações sociais e de prevenção aos que residem nessas áreas. O trabalho, iniciado em julho, prossegue até setembro. Entre os bairros visitados esta semana estão o Cantinho do Céu, São Francisco, Parque Pindorama, Sacavém e Bequimão.

A ação tem caráter preventivo e finalidade de orientar os moradores sobre os perigos de permanecer em locais apontados como de risco, principalmente quando ocorrem chuvas.

Durante a ação, os fiscais da Defesa Civil aplicam questionário junto aos moradores para saberem sobre o número de pessoas ocupantes da residência, situação dos imóveis e ocorrências que por ventura tenham causado qualquer dano. “Esse trabalho integra o planejamento anual da Prefeitura e tem por finalidade atualizar o cadastro que já possuímos, pois esses números mudam constantemente. De posse desses novos dados, vamos subsidiar os órgãos e entidades competentes para que adotem as medidas necessárias”, explica a superintendente de Defesa Civil, Elitânia Barros.

Registro mais do último levantamento, realizado em 2017 pela Defesa Civil, mapeou 60 pontos de risco nas sete áreas cobertas pelo levantamento na capital, destes, 29 prédios habitados em situação de risco no Centro Histórico. Os resultados e avaliações gerais do trabalho com o número de pessoas e imóveis cadastrados serão incluídos em relatório ao final da ação, que encerra setembro.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS