FATALIDADE

Polícia identifica os três envolvidos na morte do delegado da PF

Os três envolvidos já foram parcialmente identificados, mas apenas um foi preso, até o momento. O delegado pode ter sido baleado com a própria arma

Além de Wanderson Baldes, a policía já identificou os outros envolvidos

Já foram identificados parcialmente, os três envolvidos na morte do delegado da Polícia Federal, David Aragão, na noite deste sábado, 5, em residência, no Araçagi.

Segundo o delegado Jefrey Furtado, plantonista na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), além de  Wanderson de Morais Baldez, que foi alvejado no braço pela vítima, e preso na UPA da Vila Luizão, o segundo assaltante foi identificado como Davi Costa Martins, o terceiro apenas como Leandro. Ambos continuam foragidos.

Veja Também

De acordo com Jefrey Furtado, o caso se trata de um latrocínio (roubo seguido de morte). Jefrey descartou a hipótese de um crime premeditado. “Eles saíram pra assaltar, viram o movimento na residência , invadiram a residência pela casa ao lado que não estava ocupada, subtraíram os pertences da vítima, e aí o delegado reagiu, e travou uma luta corporal com os bandidos”, destacou o delegado Jefrey Furtado.

De acordo com o delegado, foram apreendidos no local um simulacro de arma de fogo (arma falsa) e uma faca. Jefrey não descartou a hipótese de que o delegado da Polícia Federal tenha sido baleado com a própria arma, uma pistola. Já que ambos travaram uma briga corporal pela arma de fogo, a arma da vítima ainda não foi encontrada. No momento da briga, David foi atingido por facadas nas costas, e depois baleado. A vítima foi socorrida, mas não resistiu.

David Aragão era chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários e Coordenador do Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos no Maranhão.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS