MAPA DO TURISMO

Cidades maranhenses crescem em atividade turística

O desempenho econômico do setor no Maranhão colocou 53 cidades do estado no Mapa do Turismo, do Ministério do Turismo

Os Lençois Maranhenses estão entre os destinos mais procurados por turistas do mundo inteiro

O Ministério do Turismo atualizou a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Nove  cidades do Maranhão registraram crescimento pelo setor – Barreirinhas, Carolina, Chapadinha, Formosa da Serra Negra, Montes Altos, Paulino Neves, Pedreiras, Primeira Cruz e Santo Amaro do Maranhão. Em todas elas, houve aumento do número de empregos por meio do turismo, a ampliação dos estabelecimentos formais de hospedagem e do fluxo de visitantes domésticos e internacionais.

A Chapada das Mesas fica localizada entre os municípios de Carolina e Riachão

Essa categorização é um instrumento importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo e balizar políticas públicas, além de orientar o repasse de verbas federais.

“A melhoria de destinos como Barreirinhas, porta de entrada dos cenários únicos dos Lençóis Maranhenses, e Carolina, conhecida por suas diversas cachoeiras e ponto de apoio para vistas ao Parque Nacional da Chapada das Mesas, mostra que as cidades têm trabalhado para fortalecer a atividade turística. No que diz respeito ao Ministério do Turismo, estamos atentos às demandas do setor, como melhoria de infraestrutura, legalização e qualificação dos serviços”, frisa o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

As grutas e poços de água cristalina de Riachão encantam os olhos dos turistas. Foto: Cleidson Martins

Por outro lado, quatro cidades maranhenses tiveram redução em suas categorias: Barra do Corda, Cantanhede, Estreito e Grajaú. Importante ressaltar que a categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima categorização, quando dados serão novamente avaliados, ele poderá mudar de posição.

Apoio do Ministério do Turismo

Com o objetivo de melhorar a infraestrutura das cidades e recuperar posições na categorização, o MTur já destinou, desde 2003, aproximadamente R$ 20,4 milhões a Barra do Corda, Cantanhede, Estreito e Grajaú para obras de construção de praças, portais de entrada e pavimentação, entre outras iniciativas.

Grajaú, distante 542 Km de São Luís, é uma cidade de alto potencial turístico por suas belas cachoeiras

Segundo a portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades de Formosa da Serra Negra, Montes Altos, Paulino Neves e Primeira Cruz, agora na categoria ‘D’, passam a poder contar com até R$ 150 mil por ano do governo federal para a realização de festejos. Já Carolina, Chapadinha, Pedreiras e Santo Amaro do Maranhão, classificadas como ‘C’, têm direito a um limite de R$ 400 mil, enquanto Barreirinhas, agora na categoria ‘B’, passa a acessar um teto de R$ 500 mil.

Todos os municípios – de A a E – estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.

O Maranhão conta com 53 cidades no Mapa do Turismo Brasileiro, classificadas da seguinte maneira: A (01), B (02), C (09), D (35) e E (06).

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS