AJUSTES

Sistema Italuis sofre vazamento após religação

O problema só pode ser detectado após o início do bombeamento de água na adutora

Reprodução

Após a finalização do serviço de interligação do novo sistema Italuis, o sistema precisou ser desligado novamente para ajustes.

Na noite desse sábado,09, um vazamento de grande porte na junta Y do sistema, localizada no Campo de Perizes, ocasionou um atraso no retorno da distribuição de água nos bairros da capital maranhense. O problema só pode ser detectado após o início do bombeamento na adutora.

Em nota oficial, o Governo do Estado informou que desde o momento do rompimento, equipes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) e das empresas privadas trabalham no local ininterruptamente, para a resolução do incidente. Ainda através da nota, a Caema informou que a peça, fabricada pela empresa Memps Engenharia, não suportou a pressurização na linha de distribuição. Ocasionando o vazamento como mostra o vídeo abaixo:

Confira a nota oficial:

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) vem a público informar que:

1. Contratou as empresas privadas Edeconsil Construções e Locações, PB Construções e EIT Construções para realizar a obra da nova adutora do Sistema Italuís.
2. Na tarde da última sexta-feira (8), foi finalizado o serviço de interligação da nova adutora, antes do prazo estabelecido.
3. Infelizmente, na noite de sábado (9), ocorreu vazamento de grande porte no começo do Campo de Perizes, na junta Y. A peça, fabricada pela empresa Memps Engenharia, não suportou a pressurização na linha de distribuição.
4. Desde o momento do rompimento, equipes da CAEMA e das empresas privadas trabalham no local ininterruptamente, para a resolução do problema.
5. Nesse momento, está sendo feito reestabelecimento emergencial, para permitir que as empresas privadas contratadas (Memps Engenharia, PB Construções, Edeconsil Construções e Locações e EIT Construções) encontrem a solução definitiva para o problema, de responsabilidade deles.
6. Novas informações serão repassadas à população nas próximas horas, à medida que os trabalhos de reparo avancem.

O sistema

Para fazer a interligação, foi necessário interromper o abastecimento de água em 159 bairros de São Luís. Nesse processo, foi necessário o esvaziamento de parte do sistema, que precisou ficar seco. Por fim, uma enorme estrutura em Y – com 15 metros de comprimento e 15 toneladas – foi levada até a região do Campo Perizes, na altura do km 22 da BR-135, para fazer a interligação.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS