MARANHÊS

Hehein: a expressão mais completa do maranhês

Se você é do Maranhão, deve entender nas entrelinhas o que cada “hehein” significa!

O Brasil é um país gigante em extensão e cultura. São inúmeras as variações linguísticas, que acompanham costumes e jeitos de cada brasileiro e provam por A + B: a língua é viva. É assim com o Maranhão: quem mora no estado não fala português, fala “maranhês”. Expressões como “eu tô é tu”, “chegar na caruda”, “tu só quer ser”, entre diversas outras, formam uma maneira só nossa de comunicar a vida.

José de Ribamar Mendes, doutor em linguística e pesquisador do Projeto Atlas Linguístico do Maranhão (AliMA), explica que estas variações compõem um fenômeno natural, que ocorre a partir da convergência entre várias línguas. “A variação linguística é particular de todas as línguas do mundo, independente do tamanho do país e do local em que ela é falada”, comenta. É o caso do Brasil: aqui, temos influências africanas, indígenas e portuguesas que permitem a existência de um português maranhense, carioca, paulista, e assim por diante.

Entre as mais ricas frases e expressões típicas do “maranhês”, uma é carro-chefe, responsável por representar sentimentos distintos, muitas vezes opostos: o “hehein”. José de Ribamar explica que as pesquisas realizadas sobre o português maranhense não apontam que a palavra seja uma variação de outra, mas uma expressão geral, conhecida por maranhenses de todas as regiões, carregada de significados que dependem da sonoridade e da musicalidade presentes na fala. “A musicalidade produz sentidos diferentes [para o hehein]. Nós falamos por meio de uma música”, explica o pesquisador.

Afinal de contas, o que significa hehein?

Significa…

1. Você está certíssimo!

– Heheeeein!

“Mermã, tu tá é certa”

2. Duvido do que você está falando

– Hum… He-hein.

“Tu jura, né, minha colega?”

3. Estou desconfiando de você

– Heheeeeein…

“Não te faz de doido, que pau te acha”

4. Prossiga sua linha de pensamento

– Hum, hehein!

“Atenta”

5. Pare de falar agora

– Hehein, hehein!

“Tá, mermã, já chega, tu fala mais que nega do leite”

MOSTRAR MAIS