caso décio sá

Caso Décio Sá: Gláucio Alencar consegue habeas corpus

Glauco agora pode cumprir ordem de recolhimento domiciliar noturno e durante fins de semana e feriados

Reprodução

Gláucio Alencar Pontes de Carvalho,acusado de ser o mandante do assassinato do blogueiro e jornalista Décio Sá, ocorrido em abril de 2012, conseguiu o habeas corpus.

A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão, através do desembargador José Luiz Almeira. Glauco agora pode cumprir ordem de recolhimento domiciliar noturno e durante fins de semana e feriados. No entanto, o empresário já segue em prisão domiciliar por crimes de fraude e agiotagem em licitações em que esteve envolvido. Glauco foi posto em prisão domiciliar em março de 2017, por estar alocado inadequadamente na prisão.

Crimes históricos que abalaram São Luís

Entenda o caso 

O jornalista Décio Sá foi assassinado com vários tiros, em 2012, na Avenida Litorânea, na capital maranhense. Foi um dos casos de maior repercussão no Maranhão e completou cinco anos. Aldenisio Décio Leite de Sá, o ‘Décio Sá’, de 42 anos, foi alvejado com seis tiros de pistola 40, arma essa exclusiva das Forças Armadas, na noite do dia 23 de abril de 2012, em um bar na Avenida Litorânea, orla da capital maranhense. Na época, segundo investigações da polícia, o fato foi motivado por denúncias de crime de agiotagem no Maranhão, feitas pelo jornalista em seu blog, que era um dos mais acessados do estado. As investigações apontavam que os envolvidos no assassinato faziam parte de uma quadrilha de agiotas, que emprestava dinheiro para financiar campanhas de candidatos a prefeito que pagavam a dívida com dinheiro público quando venciam as eleições.

MOSTRAR MAIS