Caso Alanna

Ex-padastro é principal suspeito de matar Alanna

O corpo de Allana Ludmila foi encontrado no quintal da casa onde morava na manhã desta sexta; A polícia continua busca pelo ex-companheiro de sua mãe

Robert

Desde quarta-feira, dia 1ª, o caso do desaparecimento da menina Alanna Ludmila tem comovido toda a Grande Ilha. A criança de dez anos sumiu após a mãe, Jaciane Borges Pereira, ter ido a uma entrevista de emprego. Ao retornar, quatro horas mais tarde, a menina já não estava mais em casa. O principal suspeito de ter sequestrado Alanna Ludmila é o ex-companheiro de sua mãe, Robert Serejo Oliveira, de 32 anos.

O caso de Alanna Ludmila tem sido assunto constante nas redes sociais. Pelo WhatsApp, mensagens falsas são compartilhadas e atrapalham as investigações da polícia. Desesperada, a mãe da menina apela para que a população não multiplique esse tipo de informação.

Entenda o caso

Na manhã da última quarta-feira, dia 1º, a mãe de Alanna, Jaciane Borges Pereira, deixou a menina sozinha em casa para participar de uma entrevista de emprego. Ao retornar, 4 horas mais tarde, não teria encontrado novamente a filha.

Segundo Jaciane, a menina já tinha ficado sozinha outras vezes em casa e sabia, inclusive, que não deveria abrir a porta para ninguém sem a presença da mãe. Robert tinha uma cópia da chave e esteve no local horas antes da mãe se ausentar

Nesta sexta, 3, Alanna foi encontrada morta, no quintal de casa, encoberta de telhas entulhos.

O principal suspeito pelo desaparecimento de Alanna é seu ex-padrasto, Robert Serejo Oliveira, de quem a mãe estava separada há duas semanas. Entretanto, a polícia apura e não descarta a possibilidade do envolvimento de outras pessoas.

Robert Serejo Oliveira, ex-padastro

Após prestar depoimento na delegacia, o homem se dirigiu para casa e, ao ouvir rumores de que estava sendo apontado como suspeito, desapareceu. A polícia avalia se o suspeito sofria de transtornos mentais. Segundo informações da polícia civil, antes de sumir, Robert teria pedido algum dinheiro ao seu pai, sem dizer para qual finalidade.

Robert foi capturado pela polícia por volta do meio dia deste sábado, 4, em uma barreira policial, na Estiva, Zona Rural de São Luís.

Investigação

Segundo informações, vizinhos forneceram à polícia imagens de um carro chegando à porta da casa antes do desaparecimento da criança, logo após ela ficar sozinha. O modelo do veículo é um Citroën C4 Pallas.

Uma mochila de Alanna também foi encontrada em um terreno baldio no Paranã I, próximo ao Maiobão, bairro onde o caso aconteceu. Dentro da bolsa havia pertences da menina, inclusive uma peça íntima.

As investigações seguem pelas polícias civil e militar, por meio da delegacia de Homicídios de Paço do Lumiar.

MOSTRAR MAIS