pânico

Presos quatro suspeitos de assalto à faculdade em São Luís

Um dos assaltantes era aluno da própria instituição e foi o responsável por articular o crime; Os outros três foram capturados em suas residências

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira, 15, quatro suspeitos de envolvimento de assalto na Faculdade Pitágoras, localizada no bairro do Turu, em São Luís.

O assalto ocorreu na noite da última terça-feira, 14, onde os assaltantes fizeram um arrastão nas salas de aula. Um deles, identificado como Elias Loureiro, era aluno a instituição, segundo informações do Superintendente de Policia Civil da Capital (SPCC), Delegado Armando Pacheco. Ele foi o responsável por articular todo o assalto e dar as coordenadas aos seus companheiros.

Elias Loureiro articulou todo o assalto e repassou as informações aos companheiros. Foto: Divulgação/ Polícia Civil

No momento da ocorrência, Elias permaneceu em um veículo junto à outro envolvido para facilitar a fuga, enquanto dois deles invadiram o local fortemente armados, entraram em diversas salas e recolheram os pertences dos alunos.Durante o assalto, houve troca de tiros e um aluno, que seria policial militar, entrou em confronto com os bandidos. Ele foi atingido na mão e encontra-se hospitalizado em quadro de saúde estável.

Alunos ficaram em pânico quando os assaltantes invadiram a faculdade. Foto: Reprodução/ WhatsApp

As suspeitas começaram quando Elias se direcionou à Delegacia do Cohatrac, logo após o assalto, e registrou uma ocorrência de roubo do próprio veículo. Os policiais logo verificaram no sistema que o assaltante já tinha usado esse álibi outras vezes e ele acabou confessando o crime.

A polícia chegou então aos outros três bandidos em casa nos bairros Vicente Fialho, Parque Jair e em um chalé no Olho D’Água. Eles foram identificados como Denilson Diniz Ferreira, vulgo Ovo; Jeferson Silva Ferreira, vulgo preto; e Jean da Conceição Azevedo, vulgo Louro.

Confira na íntegra a nota de posicionamento da instituição

A Faculdade Pitágoras repudia qualquer ato de violência praticado dentro ou fora de suas dependências. Para zelar pela segurança no campus, a instituição possui equipamentos de monitoramento, equipe de vigilância, que é responsável por rondas periódicas no entorno, e mantém contato com representantes da Polícia. A instituição está à disposição das autoridades para contribuir com quaisquer esclarecimentos. ​

MOSTRAR MAIS