Caso Marcelo Dino

“Não quero nenhum centavo. Indenização será doada”, diz Flávio Dino

A decisão da Juíza de Direito, sobre a morte de Marcelo Dino, fixou a indenização por danos morais em R$ 90 mil para cada um dos demandantes, Flávio Dino e Deane Fonseca de Castro, pais da vítima

Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira, 27, o governador do Maranhão, Flávio Dino, usou as redes sociais para se manifestar sobre a decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), que reconheceu, quase seis anos depois, falhas do Hospital Santa Lúcia, de Brasília, no atendimento ao seu filho, Marcelo Dino, falecido em 2012. A decisão da Juíza de Direito Substituta, Clarissa Menezes Vaz Masili, fixou a indenização por danos morais em R$ 90 mil para cada um dos demandantes, Flávio Dino e Deane Fonseca de Castro, pais da vítima.

“Não quero nenhum centavo do hospital Santa Lúcia, em decorrência do descaso e da incompetência com Marcelo Dino. Indenização será doada”, disse Dino nas redes sociais. Na época, o adolescente de 13 anos foi internado com crise asmática e chegou a ser internado na UTI.

A sentença proferida pelo TJDFT atribuiu responsabilidade parcial ao hospital pela morte de Marcelo, de acordo com a avaliação da perícia, que concluiu ter sido o atraso na aplicação de medicação e o não uso de remédio que contribuiu para a piora do quadro. “As duas horas de atraso na ministração da medicação broncodilatadora é um erro, que foi cometido pela auxiliar de enfermagem do hospital requerido”, conclui a sentença.

Fatalidade x Erro Médico

Em abril de 2013, a pedido do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e do TJDFT, o processo foi arquivado por contestarem que a morte do menino teria sido resultado de fatalidade e não de erro médico. Porém, em maio de 2015, o Supremo Tribunal Federal (STF) reabriu o caso.

Depois de anos de contradição judicial, o caso finalmente foi julgado. Em nota, a direção do Hospital Santa Lúcia informou que vai recorrer da decisão.

Declarações de Flávio Dino nas redes sociais

MOSTRAR MAIS