SANTA INÊS

Matou por R$ 2,00 e ficará preso por 15 anos

Depois de cometer o crime, o acusado fugiu e só se entregou à polícia por achar que seu pai estava correndo risco de vida, ameaçado por familiares da vítima

Foto: Reprodução

O Tribunal do Júri da 4ª Vara da comarca de Santa Inês condenou nesta quarta-feira, 22, a quinze anos de reclusão, Paulo Izidório dos Santos Sousa, acusado de matar Judson Smith de Sousa. O motivo do crime? Uma nota de R$ 2,00.

Homicídio Qualificado por Motivo Fútil

No dia 21 de fevereiro de 2015, no bairro do Canecão, embriagado, Izidório golpeou a vítima com faca, no lado direito do peito, após ela ter se negado a lhe dar dois reais. Depois de cometer o crime, o acusado fugiu e só se entregou à polícia por achar que seu pai estava correndo risco de vida, ameaçado por familiares da vítima.

Sobre a defesa do acusado, a juíza afirmou: “As circunstâncias do crime são desfavoráveis ao réu, demonstrando grande ousadia na conduta do acusado na execução do crime, uma vez que as agressões foram em via pública, na frente de várias pessoas que estavam em um bar e após a ingestão de grande quantidade de bebida alcoólica”.

Submetido a julgamento, o Conselho de Sentença confirmou, por maioria, a materialidade, a letalidade e autoria do crime em relação à vítima e rejeitou a absolvição do acusado. Também rejeitou a tese de defesa de desclassificação do crime para lesão corporal seguida de morte e acolheu a agravante do motivo fútil.

MOSTRAR MAIS