COMPRAS

Black Friday ou Black Fraude? Como saber se a loja é confiável ou não?

Falta apenas uma semana para o maior evento de compras online. Você sabe o que pode ou não trocar?

Reprodução

Falta apenas uma semana para o evento de compras que mobiliza todo o país. Antes de 2010, não era comum esta mobilização para o mercado na última sexta-feira de novembro. Desde então, nesta data, muitas lojas (online e físicas) batem recordes de venda, porém, o número de fraudes online e propagandas enganosas em lojas físicas aumentaram na mesma proporção. A expectativa de vendas para este ano é de R$ 2,185 bilhões, que representa crescimento de 15% em relação ao ano anterior. Um site que avalia a reputação de empresas online realizou uma pesquisa e 81% disseram ter interesse em comprar na Black Friday.

Como saber se a loja é confiável ou não?

  • Pesquise antes de comprar

Existem alguns sites que avaliam lojas físicas e online, uma simples busca no Google pode te livrar de problemas futuros. Outra solução é consultar o site do consumidor e ver a reputação da empresa que você deseja comprar. Como ainda faltam alguns dias, vale a pena entrar nos sites que você tem interesse e anotar os preços, assim, você garante que o produto realmente terá desconto ou não na próxima sexta.

  • Verifique se a loja possui o selo da Câmara Brasileira do Comércio Eletrônico

As lojas que possuem esse certificado passam, obrigatoriamente, pelo processo de avaliação da entidade, que verifica, entre outros pontos, se o site disponibiliza aos consumidores informações como CNPJ, Razão Social, endereço completo e formas de contato, conforme Decreto Nº 7.962/2013 do comércio eletrônico. Assim, você evita realizar sua compra em lojas fantasma.

  • Esteja atento ao símbolo nacional de segurança (cadeado verde na URL)

Este cadeado verde passa despercebido por muitos, mas é ele que garante que as nossas informações estejam seguras. O símbolo serve para identificar que o site utiliza uma criptografia para que as informações só possam ser entendidas pelo receptor, no caso do site de compras, somente a loja terá acesso a suas informações pessoais como nº de cartão, cpf, endereço, etc.

Como funciona a política de trocas?

Mesmo as compras feitas durante a Black Friday seguem as normas do Código de Defesa do Consumidor. Isso significa que as ofertas anunciadas por sites e lojas precisam ser cumpridas e, se não forem, o consumidor pode reclamar no Procon e recorrer à Justiça.

A lei diz que, nas compras feitas fora do estabelecimento comercial (por telefone, em domicílio, telemarketing, catálogos, internet etc.), o consumidor tem prazo de sete dias para desistir sem precisar justificar sua decisão.
Já nas lojas físicas, o estabelecimento tem o direito de trocar ou não, desde que isso seja especificado para o consumidor previamente. É preciso verificar se a loja possui permissão para trocas de peças promocionais.
MOSTRAR MAIS