CRIME

Policial civil confessa assassinato de homem na Litorânea

O policial confundiu Ademar Moreira Gonçalves, funcionário do Ibama, com um ladrão que estaria roubando seu carro na ocasião

O autor do assassinato de Ademar Moreira Gonçalves, funcionário do Ibama, foi até a Delegacia de Homicídios na manhã desta segunda-feira, 16, para confessar o crime. O nome do criminoso não veio à tona, mas a informação divulgada é de que ele é policial civil e trabalha na Secretaria Estadual de Investigações Criminais (SEIC).

Segundo a polícia, o autor do crime tem 15 anos de carreira, e já foi afastado das funções. O policial vai responder em liberdade.

Acidente na Litorânea

O policial civil disse à polícia que confundiu Ademar Moreira Gonçalves com um ladrão que estaria roubando seu carro na Avenida Litorânea, e atirou contra o homem que estava dirigindo um veículo da mesma cor do seu. Após perceber que o carro não era dele, o policial fugiu.

Entenda

Ademar Moreira Gonçalves foi assassinado na Litorânea neste sábado, dia 14, após ser confundido com um bandido por um policial à paisana. A vítima, natural do Tocantins, trabalhava no Ibama do Maranhão, e tinha 36 anos.

Enquanto a vítima dirigia seu carro, foi alvejado por um policial civil e perdeu a direção, ocasionando também um acidente de trânsito. Ademar morreu na hora.

MOSTRAR MAIS