LITERATURA MARANHENSE

11ª FeliS homenageia a escritora Maria Firmina

A Feira do Livro de São Lupis ocorrerá entre os dias 10 a 19 de novembro, na Praia Grande, Centro Histórico de São Luís

Reprodução

Considerada a primeira romancista brasileira, a escritora maranhense Maria Firmina dos Reis será a patrona da 11ª Feira do Livro de São Luís (FeliS), que ocorre entre os dias 10 a 19 de novembro, na Praia Grande, Centro Histórico de São Luís.

Com o tema “Maria Firmina dos Reis e a Literatura Feminina”, a FeliS funcionará das 10h às 22h e terá uma vasta programação com palestras e apresentações culturais, lançamentos de livros, exposição, espaço infantil e uma série de atividades literárias com convidados de renome nacional.

Conheça 10 livros de escritores maranhenses da atualidade 

A FeliS, considerada o maior evento literário do Maranhão, contará com um espaço no Centro Histórico de São Luís que abrigará cerca de 36 estandes, nove estantes institucionais, cinco auditórios para palestras, debates e conferências, quatro espaços infantis e um palco principal na escadaria da Praça Nauro Machado.

Quem foi Maria Firmina?

Nascida em Guimarães, Maria Firmina viveu em um contexto de extrema segregação social e racial. A maranhense vivenciou a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República.  Nesse contexto, publicou o que é considerada sua principal obra e um dos primeiros romances abolicionistas da literatura brasileira e o primeiro escrito por uma mulher negra – Úrsula.

Como era comum na época, onde as mulheres viviam submetidas a inúmeras limitações e preconceitos, principalmente as mulheres negras, a educadora e escritora omite seu nome como autora, utilizando apenas a designação “Uma Maranhense”.

Em 1887, no auge da campanha abolicionista, a escritora publica o livro A Escrava, reforçando sua postura antiescravista. Ao aposentar-se, em 1880, fundou uma escola mista e gratuita. Maria morre aos 92 anos em sua cidade natal, no dia 11 de novembro de 1917.

MOSTRAR MAIS