Exonerados

Mais de 100 diretores são desligados de cargos comissionados no Maranhão

A portaria foi publicada nesta terça-feira, dia 26, no Diário Oficial da União; Ao todo, saíram 101 diretores, um chefe de instituto e um assessor especial

Reprodução

Voluntária, nada. A exoneração de 103 diretores de hospitais do estado foi recomendada por Carlos Lula, secretário de Estado e Saúde, em ação conjunta com o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares. A portaria foi publicada nesta terça-feira, dia 26, no Diário Oficial da União.

Ao todo, saíram 101 diretores, um chefe de instituto e um assessor especial.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), informou que os servidores exonerados compõem, agora, o quadro de funcionários das Organizações Sociais e da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). Confira na íntegra:

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, no cumprimento de previsão legal, concedeu às Organizações Sociais e à Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) a gestão completa das Unidades Hospitalares da Rede Estadual de Saúde, encerrando com um desenho institucional conflituoso. Desta forma, a contratação dos cargos de diretores gerais, clínicos e administrativos, que compõem a estrutura administrativa dos equipamentos de saúde, caberá à pessoa jurídica responsável pela gestão das unidades.

A SES comunica, ainda, que aumentou o número de auditores em saúde para fiscalizar a correta aplicação dos recursos públicos e controle do devido funcionamento das unidades hospitalares. Por fim, a Secretaria esclarece que os servidores exonerados compõem, agora, o quadro de funcionários das Organizações Sociais e da Emserh.

Exonerados:

MOSTRAR MAIS