MARANHENSES NO ROCK IN RIO

Lady Gaga não vai mais ao Rock in Rio e deixa fãs incrédulos

“Fizemos este percurso eu e mais dezenas de fãs ludovicenses, que sonhavam com a voz de Lady Gaga ecoando ao vivo na Cidade do Rock”, relata nossa repórter e fã

Lady Gaga

Rio de Janeiro – Estava na praia de Copacabana quando recebi a notícia: Lady Gaga não irá mais se apresentar no Rock in Rio, um maiores festivais de música do mundo, por conta do tratamento de uma doença – fibromialgia, tudo indica. A notícia foi dada aos fãs assim, de supetão, na véspera do show que havia sido confirmado desde fevereiro deste ano. Para substituir a cantora nesta sexta-feira (15), o Rock in Rio vai contar com uma dose dupla da banda americana Maroon 5, que se apresenta ainda no sábado (16).

Incrédula (depois de guardar meses de salário e dobrar turnos no trabalho), digeri a notícia. A vista da praia, não minto, ajudou. De São Luís para o Rio são cerca de três mil quilômetros. Fizemos este percurso eu e mais dezenas de fãs ludovicenses, que sonhavam com a voz de Lady Gaga ecoando ao vivo na Cidade do Rock.

Foto: by Jon Kopaloff/FilmMagic)

Imagine, você, se a britânica Queen cancelasse o show de 1985 no Rock in Rio, e na história da música uma lacuna se formasse por conta da falta dos 250 mil cantando “Love of My Life” junto a Freddie Mercury. Pretensão de comparar Gaga à Mercury a parte, é inegável o impacto positivo que a artista nova iorquina causa na vida de milhões de jovens, sobretudo LGBTs, e o talento que a dona de “Bad Romance” e “Telephone” possui para além dos sintetizadores e de toda a produção da música pop.

Gaga não nega influências do Rock ‘n’ Roll (chegou a cantar numa banda cover de Led Zeppelin antes do sucesso mundial) e Jazz, vide o disco “Cheek to Cheek” lançado em 2014 em parceria com o ícone Tony Bennett. A cantora ousou ainda, em 2016, ao lançar o álbum Joanne, cheio influências voltadas à música Country.

Na entrada do Fasano, hotel localizado em Ipanema que recebeu a Mother Monster (Mãe Monstro, como é chamada pelos admiradores) em 2012, quando a artista trouxe a Born This Way Ball Tour para o Brasil, fãs inconsoláveis lamentaram o cancelamento. Os cariocas, no entanto, seguem a rotina “casa, trabalho, happy hour, casa”. Afinal de contas, canta Gaga na penúltima faixa do álbum Joanne, “é apenas mais um dia”.

MOSTRAR MAIS