Novo Aumento

Botijão de Gás mais caro a partir desta terça-feira

Petrobras anunciou o reajuste de 6,9%, em média, no preço do gás de cozinha, que pode ter um acréscimo de 2,6% ou R$1,55 por botijão.

botijão gás (info p/usuário)

Aumento do gás.

O Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp), da Petrobras, anunciou o reajuste de 6,9%, em média, no preço do gás de cozinha, que começou a vigorar nesta terça-feira (26).

De acordo com as informações da companhia, o ajuste foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Segundo estimativas da Petrobras, caso o aumento seja repassado integralmente ao consumidor, o preço do gás pode ter um acréscimo de 2,6% ou R$1,55 por botijão. A empresa destacou que o cálculo se confirmará se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda, e as alíquotas de tributos.

Entenda

Desde a nova política de preços adotada pela Petrobras, aprovada em junho, o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha, vem sendo revisado mensalmente.

O preço final às distribuidoras é estabelecido pela média mensal das cotações do butano e do propano no mercado europeu, convertida em reais pela média diária das cotações de venda do dólar, acrescida de uma margem de 5%.

Logo em junho, os botijões de até 13kg, de uso residencial, tiveram um reajuste de 6,7%. Já em julho, a revisão resultou na redução de 4,5% em média no preço do gás. Em agosto, o preço voltou a subir tendo um reajuste de 6,9%. No início de setembro, a revisão já havia acontecido e apresentou o maior reajuste até o momento: 12,2%.

De acordo com a Petrobras, para definir a correção, o Gemp considerou que o mercado de GLP ao longo do mês de agosto permaneceu pressionado por baixos estoques e que a proximidade do inverno no hemisfério Norte aumenta a demanda pelo produto, por isso, o ajuste era necessário.