Mais saúde

Projeto leva serviços à comunidade da Vila Embratel e bairros vizinhos

A comunidade foi a primeira a receber o serviço itinerante, que deverá percorrer bairros da região metropolitana e leva mais de 15 serviços de saúde aos bairros

Reprodução

Teve início neste sábado (19) o projeto Mais Saúde com o objetivo de fortalecer o atendimento de atenção primária na Grande São Luís. A comunidade da Vila Embratel foi a primeira a receber o serviço itinerante, que deverá percorrer diversos bairros da região metropolitana e leva mais de 15 serviços de saúde às comunidades.

A variedade de serviços chamou a atenção da dona Maria Ana Pereira, de 71 anos, que aproveitou o Mais Saúde para fazer todos os atendimentos que tivesse direito. “Eu tô aqui desde cedo. Já fiz glicemia, já tirei pressão, já fui no médico de vista, agora vou no ginecologista. Vim fazer o pacote completo!”, contou a senhora. “Eu achei isso aqui muito bom, porque de uma vez, a gente vai tem vários médicos, se precisar de algo mais, eles já nos mandam para uma clínica ou hospital, é importante demais pra nós. Eu não me lembro de ter visto algo como isso aqui na Vila Embratel”, completou.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, falou sobre a importância de a população participar da ação. “Com o Mais Saúde, a população terá acesso serviços de saúde próximo de casa. A gente pretende passar em pelo menos 70 bairros da grande ilha e a gente começa aqui pelo Itaqui Bacanga, onde a gente traz serviços sobretudo de atenção primária. O que pedimos é que a população participe, estamos atendendo a um pedido da comunidade e há serviços para as crianças, para os idosos, enfim, para a família toda”, informou o secretário.

O coordenador do projeto Mais Saúde, Sandro Monteiro, explica que o projeto é uma parceria entre o Governo do Estado e o governo municipal. “O projeto nasceu com a intenção de se tornar uma ação de fortalecimento da atenção primaria promovido pela SES com o município de São Luís. Fizemos um levantamento estratégico de quais as principais necessidades das comunidades e estaremos oferecendo mais de 15 serviços por onde o Mais Saúde passar”, comentou Sandro.

O vice-prefeito Júlio Pinheiro ressalta a importância da parceria entre Governo do Estado e Governo Municipal. “Pela primeira vez na história temos a parceria entre o governo estadual e o municipal e isso é importante especialmente para a população. O Mais Saúde está chegando para trazer serviços essenciais de saúde para as grandes comunidades de São Luís e que com certeza terá um grande impacto nos serviços de saúde da cidade”, afirmou.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, explica a necessidade de investimento na atenção primária. “Trabalhar a atenção primária faz com que a gente desafogue a urgência e emergência e a alta complexidade. Então, com essa ação, a gente vem até a população atender uma grande demanda de saúde que a população nem sempre encontra com facilidade”, disse o secretário.

Serviços

A ação acontece ao longo de todo o sábado e domingo, no Centro de Ensino Dayse Galvão, na Vila Embratel, onde serão oferecidas consultas médicas especializadas com clínico geral, ginecologista, pediatra e dermatologista. Por meio do Programa Estadual do Glaucoma, são ofertadas avaliações oftalmológicas para diagnósticos de glaucoma e catarata. No Mutirão, a população também pode atualizar a carteira vacinal, fazer avaliação da saúde bucal, ter acesso a assistência farmacêutica, além de realizar testes rápidos para HIV, Hepatites e Sífilis.

Anexo a escola, a Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer realiza exames preventivos do câncer do colo do útero, papanicolau, e permanece durante 10 dias na localidade para a entrega dos resultados. Como parte da programação, o projeto ainda realiza palestras educativas. Enquanto aguarda atendimento, a população contará com exposições sobre hepatite, hipertensão, diabetes, Aedes Aegypti, saúde mental, entre outros. Durante o Mutirão, todos os pacientes cujo diagnóstico necessite de acompanhamento, serão encaminhados para atendimento nas unidades de referência da rede estadual de saúde.

Aprovação da comunidade

Determinada a conseguir atendimentos com o clínico geral e com o oftalmologista, a dona Idelgina de Assunção Tavares, moradora do Jambeiro, chegou bastante cedo à escola Dayse Galvão. Ela aprovou a realização do Mutirão em sua comunidade. “Eu espero é que tenha outras vezes aqui pra gente, porque esse mutirão é muito bom. Ter esses serviços todos que a gente precisa na porta de casa é bom demais!”, disse.

Adimilson Abreu Alves, de 54 anos, chegou por volta das 9 da manhã e ficou surpreso com a rapidez do atendimento. “Eu cheguei faz dez minutos, me encaminharam logo pra triagem e já ouvi que o atendimento não está demorando. Então, é bom por isso também, porque a gente não perde tempo”, comentou o morador da Vila Embratel.

MOSTRAR MAIS