O Humor está de luto

Paulo Silvino morre aos 78 anos no Rio de Janeiro

O ator e humorista vinha lutando contra um câncer no estômago e, atualmente, realizava tratamento para a doença em casa

O ator morreu na manhã desta quinta-feira (17)

Paulo Silvino faleceu na manhã de hoje(17), no Rio de Janeiro. O ator e humorista havia completado 78 anos no mês passado e vinha lutando contra um câncer no estômago há algum tempo. Silvino morreu em sua casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no início da manhã desta quinta-feira.

A família do humorista afirma que ele chegou a passar por procedimento cirúrgico no ano passado, contudo o câncer acabou se espalhando e então Silvino passou a ser tratado em casa. O filho mais novo do ator, João Paulo Silvino, usou uma rede social para informar os fãs sobre a morte do pai e também lamentar a perda.  “Que Deus te receba de braços abertos meu pai amado”, disse.

Paulo Silvino estreou no meio artístico aos 20 anos quando lançou um LP, mais tarde, passou a expandir seus horizontes atuando em peças teatrais, cinema e na televisão.  O ator se destacou com um programa humorístico onde satirizava a programação das emissoras de TV. Seus personagens mais conhecidos sempre foram marcados com bordões de duplo sentido, sendo os mais famosos: o policial Fonseca, que repetidas vezes dizia “Guenta, doutor, ele gueeeeenta!!”e o porteiro Severino , conhecido pelos típicos “isso é uma tremenda bichona, seu diretor” e “Cara, crachá! Cara, crachá!”.

Marcada pelo humor, a vida do artista foi dedicada a apresentações de personagens que fizeram o Brasil inteiro sorrir. Hoje, 17 de agosto de 2017, Paulo Ricardo Campos Silvino, o Paulo Silvino pela primeira vez em anos fez o Brasil chorar com a divulgação de que seu sorriso agora passará a iluminar apenas as memórias de quem acompanhou sua carreira.

MOSTRAR MAIS