É HOJE!

Saiba como e onde observar o eclipse solar em São Luís

No Brasil, o eclipse poderá ser visto parcialmente nas regiões Norte e Nordeste, com destaque para Macapá, Fortaleza, Belém e São Luís

Reprodução

A partir das 16h17 da próxima segunda-feira, 21, ocorrerá o eclipse solar, fenômeno que durará até as 17h59 e terá seu ápice às 17h12, quando a população de São Luís poderá ver o Sol encoberto pela Lua em uma parcial de 40 por cento.A partir das 16h17 da próxima segunda-feira, 21, ocorrerá o eclipse solar, fenômeno que durará até as 17h59 e terá seu ápice às 17h12, quando a população de São Luís poderá ver o Sol encoberto pela Lua em uma parcial de 40 por cento.

No Brasil, diferentemente dos EUA, onde o eclipse será total e cruzará todo o território continental do país,  ele poderá ser visto parcialmente,  numa faixa de 3 mil quilômetros para o Norte e para o Sul, que inclui as regiões Norte e Nordeste do Brasil, com destaque para as capitais Macapá, Fortaleza, Belém e São Luís.

O evento é considerado pelos cientistas como o maior experimento mundial já ocorrido, maior até que o do homem ter pisado na Lua, segundo o professor doutor em Física Atômica e Molecular, Antônio José Silva Oliveira. Para ter uma ideia de grandeza do evento, os dados coletados ficarão armazenados para alimentar pesquisas científicas por mais de 10 anos sobre o Sol.

Com a tecnologia disponível nos locais onde acontecerá o eclipse total, especialmente no território norte-americano, envolvendo 14 estados, desde smartphones a satélites, o eclipse será registrado passo a passo e oferecerá aos cientistas informações mais precisas sobre o funcionamento do Sol. Essas informações alimentarão um banco de dados que serão utilizados em pesquisas sobre o nosso astro. Calcula-se que o investimento realizado para este único experimento é superior a 250 milhões de dólares, o que corresponde ao orçamento para a área de ciência e tecnologia em 2017, no Brasil.

E quem quiser conferir esse fenômeno com segurança em São Luís, haverá uma estrutura montada na Praça Maria Aragão, por iniciativa de um grupo de pesquisadores por  meio de uma parceria entre a Sociedade Astronômica do Maranhão – Sama e o Laboratório de Divulgação Científica Ilha da Ciência do Departamento de Física da UFMA.
Segundo informações da Nasa, o índice de obscuridade no Sol provocado pela sobra da Lua para a região será de aproximadamente 40% (tabela abaixo), portanto existe a necessidade e o cuidado de proteção para os olhos na observação.

O Laboratório de Divulgação Científica Ilha da Ciência e a Sama colocarão à disposição do público presente óculos de CG 500 com visor articulado com uma lente GS 0196 CE e shade 14 para observação do fenômeno. Serão montados telescópios com filtro solar. Será uma tarde/noite com ciência e cultura, pois ainda haverá uma apresentação musical a partir das 17 horas com o professor e cantor Sérgio Brenha e Banda.

“Após a observação do eclipse, deixaremos para o público presente vários telescópios para observação de Júpiter e Saturno e seus anéis, até as 21h. É importante observar que o eclipse não pode ser observado a olho nu ou outros equipamentos e instrumentos que não sejam iguais aos que vamos oferecer lá na Praça Maria Aragão.  Nunca olhar diretamente para o sol, pois isso pode causar cegueira e outros problemas na visão.  Estamos com mais de 30 óculos, além dos telescópios à disposição, e tudo totalmente de graça. E tudo será monitorado pela equipe da Universidade Federal do Maranhão”, aponta o professor.

Com isso, a comunidade acadêmica científica quer estimular e incentivar o estudo e o interesse pela ciência. “Chamar a população para esse assunto, para saber o que se passa no entorno, conhecer a  astronomia que é um ensino altamente fascinante principalmente para jovens e crianças. Eventos como esse fazem com que se levante esse assunto e se coloque a ciência na pauta do dia”, finaliza o professor.

Cuidados na observação do Eclipse

Nunca aponte telescópios, binóculos, lunetas ou qualquer instrumento de ampliação na direção do Sol. Essa prática pode levar a cegueira permanente, além de danificar seu equipamento. Até mesmo o simples observar do Sol com a vista desarmada já pode causar danos sérios à visão. Se a intenção é observar o eclipse através de telescópios ou binóculos, utilize filtros solares especializados, daqueles que são acoplados na abertura do equipamento. Não use filtros solares que são acoplados na ocular, pois toda a potência dos raios solares poderão danificá-lo e atingir a sua visão.

Programação do Eclipse em São Luís

Início – 16h17min

Máximo eclipse – 17h12min

Término eclipse- 17h59min

Observação de astros – a partir das 18h

Término – 21h

O que não pode ser usado

– Visão a olho nu;

– Óculos de Sol comercial;

– Filme de Radiografia;

– Película escurecida com fumaça negra;

– Fundo de garrafa;

– Instrumentos ópticos eletrônicos, tipo filmadora, maquina fotográfica, luneta, telescópios, entre outros;- Transmissão por via espelhada.

O que pode ser utilizado para observação direta

Óculos CG 500 com visor articulado ou similar com GS 0196 CE e shade 14 (obscuridade);

Filme polimérico preto com índice de obscuridade 1/1000. O filme e o Shade14 terão que serem colocados em frente da objetiva e nunca na ocular.

MOSTRAR MAIS