Racha no PMDB

Deputados estão dispostos a “boicotar” Michel Temer

Deputado Alberto Filho estaria em grupo contrário ao presidente Temer

Deputado estaria em grupo contrário ao presidente Temer

O PMDB não está 100% com o presidente Michel Temer. Mais do que um simples descontentamento pelas atitudes tomadas por Temer, eis que um grupo de parlamentares do partido está disposto a complicar os interesses presidenciais na Câmara Federal. Nessa semana, uma reunião na residência do deputado João Arruda revelou as intenções do grupo, que se autointitulou de “cabeças pretas”, de acordo com informações da Veja. E, dentre os descontentes, estaria o deputado maranhense Alberto Filho.

Com atuação bastante discreta na Câmara, a presença do parlamentar maranhense no tal grupo é explicável e nenhum pouco surpreendente. Alberto Filho, que é suplente na Câmara e ocupa a vaga deixada pelo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), foi preterido por Michel Temer na votação do arquivamento do processo contra o presidente da República. Mesmo sendo do PMDB, Temer preferiu confiar em seu ministro ao invés de dar um voto de confiança a Alberto Filho.

A atitude de Temer foi tomada para evitar a exposição de uma “traição” de deputados de sua base aliada. Agora, Alberto Filho e outros 14 deputados insatisfeitos com as reformas e com as punições aplicadas pelo partido a quem ameaça assumir uma posição independente estão dispostos boicotar o governo na Câmara.

Além de Alberto Filho, estavam presentes na reunião os deputados João Arruda (PR), José Priante (PA), Veneziano Vital do Rêgo (PB), Celso Pansera (RJ), Vitor Valim (CE), Aníbal Gomes (CE), Leonardo Quintão (MG) e outras figuras menos cotadas.

A reportagem de O Imparcial entrou em contato com a assessoria de comunicação do deputado Alberto Filho para tratar sobre o assunto, mas não obteve resposta.

MOSTRAR MAIS