Política

Ciro vem ao Maranhão, elogia Dino e fortalece laços com o PCdoB

Pré-candidato à presidência, Ciro Gomes aproveita vinda ao Maranhão para fortalecer laços do PDT com o PCdoB e ajuda projeto de Weverton Rocha

Reprodução

Pré-candidato à presidência da República, o 1º vice-presidente do PDT, Ciro Gomes, esteve em São Luís neste fim de semana. Na capital maranhense, participou de dois importantes atos: do encerramento da Semana do Economista e do Congresso Nacional da Juventude Socialista Jerry Abrantes (Conjus), idealizado por sua legenda. Em ambos os momentos, esteve ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB).

Muito mais do que apenas marcar presença nas duas ações, Ciro Gomes estava disposto a falar sobre política. Prestes a completar 60 anos, o experiente político se vê preparado para se tornar o próximo presidente do Brasil e não poupou críticas ao PMDB e PT.

“Estou muito maduro. Sou uma pessoa indignada e não vou mudar. O Brasil precisa de um líder popular, mas não posso deixar de falar as coisas que tem que falar. Eu só tenho chance se houver um debate. O PMDB virou um câncer para o país. Essa quadrilha que o [Michel] Temer lidera, parte está presa. Já o PT tem a natureza do escorpião, não respeita parceiros e só pensa o mundo a partir do próprio umbigo”, disse Gomes.

Tanto na sua participação na Assembleia Legislativa, durante a Semana do Economista, quanto na Casa do Maranhão, diante de jovens pedetistas de todo o país, Ciro Gomes não poupou elogios ao governador Flávio Dino. O pré-candidato à presidência da República comparou Dino a uma “joia” e o adjetivou de “figura extraordinária para a vida do Maranhão”.

Senado

A relação entre os dois não é de hoje e parece estar ainda mais fortalecida. Certamente, essa característica tende a aproximar ainda mais o PCdoB do PDT. Aliados no estado, as duas legendas caminham lado a lado. Talvez por isso, o deputado Weverton Rocha (PDT) seja considerado o favorito a se tornar um dos “senadores do governador” e concorrer nas próximas eleições com o apoio irrestrito do Palácio dos Leões.

Com Ciro Gomes demonstrando expressamente o desejo do PDT em querer a continuidade de Dino no governo do estado de forma clara, o nome de Weverton segue cada vez mais consolidado para a disputa do Senado Federal. O deputado é o pré-candidato que mais se empenhou para mostrar sua força em todo o estado.

Questionado a respeito da especulação surgida na última semana sobre a possibilidade da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) concorrer ao Senado pelo Maranhão, Ciro Gomes não crê nesta possibilidade.
“Ela [Dilma Rousseff] merece. É uma pessoa honrada que foi vítima de um golpe. A minha grande questão é que a Dilma caiu por inexperiência. Eu não sei pelo Maranhão. Do nosso lado tem uns três candidatos. O Weverton já deve ser um. Não sei se tem vaga. A Dilma tem duas relações locais mais legítimas: com o Rio Grande do Sul e com Minas Gerais. Mas seria bom ela voltar para a política, no colegiado do Senado”, finalizou.

MOSTRAR MAIS