Rommlera Voz & Viola

Após hiato, Rommel Ribeiro volta aos palcos maranhenses

O músico maranhense, radicado há 11 anos no Canadá, conta as experiências que vivenciou e fala do novo disco Caminhos de Vento que será lançado no fim deste ano

Reprodução

O cantor, compositor e guitarrista Rommel Ribeiro, que há onze anos está radicado no Canada, após um hiato de um ano, volta a se apresentar nos palcos maranhenses, domingo (20), às 19h, com o show Rommelera Voz & Viola, noTeatro da Cidade de São Luís, localizado na Rua do Egito, Centro. Rommel Ribeiro faz uma música multifacetada, poderosa e inspirada, que navega por ritmos e estilos como a MPB, o reggae, o afro, o funk e o jazz.

O músico, que volta para Otawa na próxima terça-feira, preparou um repertório especial em que mescla músicas dos seus três discos, entre elas, Minhazinha, que fez para a sua avó, inspirada nas coisas do Maranhão. A composição foi uma das mais tocadas nas rádios canadenses ao ser lançada. A última apresentação do cantor ocorreu no ano passado, quando participou de um show ao lado do cantor Beto Pereira.

Rommel Ribeiro cresceu numa família de artistas bem-sucedidos no Maranhão e, por isso, desde criança, teve contato com o vasto cancioneiro brasileiro. Em 2006, após lançar seu primeiro álbum, Transcendental, o músico se mudou aos 19 anos para o Canadá, e sua raiz brasileira teve a coloração sonora ampliada devido à intensa atividade musical exercida em diversas cidades. O músico, hoje com 30 anos, afirma que está mais maduro, tanto profissionalmente, quanto como pessoa.

Em entrevista a O Imparcial, Rommel Ribeiro, revelou que a sua mudança para o Canadá o deixou mais tolerante, mais humano, mais compreensivo. Ele afirmou que conviver com culturas diferentes tem contribuído na sua formação. “Escolhi o Canadá por conta da qualidade de vida e da segurança. É um país onde há várias culturas do mundo e que, com a convivência, você vai aprendendo a respeitar as diferenças. Meu vizinho é um africano, um outro é francês, e assim por aí vai. Vejo isso com muita positividade, pois, quando fui para lá, eu era muito menino. Ter uma família que mora no Canadá me ajudou muito na ambientação. Eu aprendi a falar inglês e francês no corre-corre do dia a dia. Mas também tive que ir para escola para aprender. Não foi tão difícil, mas também não foi fácil. Hoje, vivo de música. Dou aula de iniciação musical para crianças por meio de um projeto do governo de Quebec, mas já trabalhei em restaurante lavando pratos”, disse ele.

O cantor, entre 2015 e 2016, realizou um intercâmbio acadêmico de um ano na University of Liverpool e teve a oportunidade de realizar diversos shows no Reino Unido e resto da Europa. Sua graduação na Carleton University, em Ottawa, Canadá, foi concluída no primeiro semestre de 2017, e agora prepara-se para uma nova fase de sua vida. No próximo mês, ele se muda para a cidade de Berklee, na Espanha, onde vai iniciar o seu mestrado em Performance e Produção.

Rommel Ribeiro revelou também que tem uma pequena empresa no segmento artístico e que ele mesmo gerencia a sua carreira. “Morar fora do Brasil me fez também aceitar mais a minha profissão como músico. Isso me deu a oportunidade de observar se realmente era isso que eu queria para a minha vida. Tanto que acabei estudando música e agora vou fazer um mestrado. Pois tem gente que acha que por ser músico não precisa estudar, o que é algo completamente errado”, acrescentou o cantor.

Desde sua chegada ao Canadá, Rommel passou a ser integrante ativo na banda People Project e pôde assim explorar a mescla de estilos com músicos de diferentes nacionalidades. Com esse grupo, realizou concertos nos festivais de jazz de Montreal e de Ottawa, no Blues Ottawa e no Toronto Global Groove. O músico também gravou a canção Cartou Postal com a Souljazz Orchestra, uma banda de Otawa. Essa música chegou a ficar no primeiro lugar na rádio da BBC de Londres.

O músico acabou de gravar um disco, chamado Caminhos de Vento, que será lançado no fim deste ano. O trabalho tem onze canções autorais e conta com a participação do cantor Beto Pereira e de Adno Soares, da banda Couvenir.

Sobre o músico

Com 11 anos de carreira, o artista tem três discos lançados na carreira, sendo o primeiro em 2006, intitulado Transcendental. Após o lançamento do disco, Rommel mudou-se para o Canadá para se dedicar aos estudos de música. Em 2012, lançou o disco Egológico Recycle numa colaboração criativa com músicos da Etiópia, Camarões, França e Brasil. E em 2015, houve o lançamento de seu terceiro disco: Nada Direito, que contou também com a participação de músicos de várias origens com canções em inglês, francês e português.

Premiações

A alta qualidade de suas composições, a capacidade de fazer boas parcerias e a excelência no palco renderam ao músico diversos prêmios. No ano de 2010, ele recebeu o título de “Grande Revelação” no Festival Nuits d’Afrique, e o “Prix de la Diversité” [Prêmio da Diversidade], ofertado pelo Conselho de Artes de Montreal. Já em 2012, o artista foi agraciado com o título “Revelação CBC/Radio Canada 2012-13” na categoria World Music.

O show

No show Rommelera Voz & Viola, o cantor apresenta suas novas canções e releituras de canções dos seus discos anteriores, em um show voz e violão no qual ele passeia com originalidade por uma variedade de misturas musicais.

Serviço

O quê? Rommelera Voz & Viola
Quando? Domingo (20), às 19h
Onde? No Teatro da Cidade de São Luís – Rua do Egito – CentroIngressos: R$ 30 (inteira)/R$ 15 (meia). À venda na bilheteria do Teatro, de terça a domingo, das 14h às 19h.
Informações: (98) 98712-4304/98197-4214
Produção: Outroplaneta Produções

 

 

MOSTRAR MAIS