Yet Go

São Luís recebe concorrente do Uber

O aplicativo, atualmente possui cerca de 300 motoristas aprovados e que devem já na próxima semana, realizar corridas em toda a cidade

Foto: Rafaelle Fróes

São Luís recebe neste sábado (21), uma nova plataforma de mobilidade urbana, o Yet Go. De imediato, o aplicativo irá oferecer os serviços de corridas em carro comum, carros de luxo e em táxis. O aplicativo, atualmente possui cerca de 300 motoristas aprovados e que devem já na próxima semana, realizar corridas em toda a cidade.
A tarifa prevista para ser cobrada é de R$ 1,70 para carro comum e R$ 2,00 para o carro de luxo, a cada quilômetro percorrido. A tarifa base será de R$ 3,00. Além disso, o aplicativo ainda oferece o pagamento de corridas no cartão e no dinheiro, como uma forma de atrair mais usuários.
Em entrevista ao Imparcial Online, Yuri Mota, diretor de operações da Yet Go no Norte e Nordeste, afirmou que a tarifa cobrada pelo serviço chega a ser 40% mais barata em relação a bandeira 1 do táxi comum.

Davi Ferreira, Coordenador de Cadastros da YetGO Nacional e Yuri Mota, Diretor de Operações Norte e Nordeste

Mota ainda afirma, que os usuários da Yet Go terão mais economia no serviço em relação a seu principal concorrente, o Uber. Principalmente na forma como os valores dos serviços são calculados, já que a Yet Go utiliza a tarifa fixa e o seu principal concorrente, utiliza a tarifa dinâmica.
“Nossa principal diferença em relação a nosso concorrente (Uber) é que trabalhamos com tarifa fixa e não a dinâmica, como é no caso deles. Então qualquer hora do dia, da noite, os usuários vão pagar o mesmo valor. O que não acontece com o nosso concorrente, que caso tenham uma demanda muito alta e pouca oferta, a tarifa sobe. Ou seja, uma corrida que custa 10 reais normalmente, dependendo do horário e da demanda, pode sair por 40 reais” afirmou Yuri Mota.
Como forma de atrair mais clientes, a empresa oferece uma série de promoções, como o Yet10 que oferece corridas a R$10,00 para qualquer lugar dentro do município. A promoção já acontece em outras cidades do Brasil, e deve acontecer logo nas primeiras semanas que o serviço estará ativo na capital.
Segurança
Assim como seu principal concorrente, o serviço não possui uma padronização nos seus serviços, o que levanta a questão da segurança dos passageiros quando utilizam esse tipo de serviço. Mas segundo Yuri, a segurança dos seus passageiros que utilizam a Yet Go é algo primordial.
Ao solicitar o cadastro de adesão ao serviço, o motoristas precisam apresentar uma certidão negativa de antecedentes criminais e estar com a documentação pessoal e do veículo em dia. Além disso, o veículo deve ser de um ano acima de 2008 e estar bem conservado, como forma de garantir a segurança dos passageiros.

Criando empregos no estado
Além da facilidade e mobilidade que o aplicativo traz aos usuários maranhenses, um dos principais motivos que trouxeram a iniciativa para a cidade foi a oportunidade na geração de empregos e renda para os maranhenses.
“Nós transformamos a Yet Go em franquia como forma de ganhar o público, para que pessoas da região pudessem fazer parte do serviço. Então, queremos que pessoas daqui da cidade, do estado, façam parte disso, como uma forma de geração de emprego e renda para o estado” pontuou Yuri Mota.
Expansão
A ideia da empresa, é ampliar as formas de serviço dentro do estado. A pretensão é que em breve, os Moto-Taxis entrem na lista de serviços oferecidos pela Yet Go. E em breve, algumas cidades do Maranhão que possuem mais de 100 mil habitantes, irão poder usufruir do aplicativo e suas facilidades.
Segundo Yuri, a ideia é que nessas cidades os moto-táxis sejam o principal foco, já que esse tipo de transporte é muito comum no interior do estado.
Yet Go
O Yet Go começou a ser desenvolvido a mais ou menos um ano, em Belo Horizonte, até receber investimentos de grupos de Belém, no Pará, e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A franquia maranhense foi comercializada com pouco mais de 60 dias de atuação do novo serviço, que já funciona também em Cuiabá, além das capitais de origem dos investidores.
O aplicativo, 100% brasileiro, foi desenvolvido em Belém, no Pará, pelo chefe de departamento de TI da Yet Go, Raphael Canguçu, e lançado em novembro de 2016. Ele já está disponível para download no Android e Apple Store. Em pouco tempo, seu sucesso como franquia já ultrapassa os limites marcando presença em boa parte das capitais brasileiras com o propósito de ser a melhor plataforma de mobilidade urbana do país, especialmente, considerando-se custo/benefício.

MOSTRAR MAIS