REDENÇÃO

Refinaria em Bacabeira é sonho possível

Nova refinaria de Bacabeira é projeto real e está em fase de análise adiantada. Se negociações saírem como previsto, Maranhão ganhará megaprojeto em maio de 2018

Por: Lucas Hadade
Foto: Reprodução

Um assunto que causa extrema desconfiança ao maranhense é a construção da refinaria de petróleo em Bacabeira – obra prometida pela Petrobras, mas que não saiu do papel devido a crise de corrupção na petrolífera brasileira. Desta vez, porém, a realidade pode ser mais generosa com o Maranhão. Segundo apurou O Imparcial, a refinaria pode está mais perto do que os maranhenses possam imaginar. Embora o Governo do Maranhao evite alardear a iminência do grande empreendimento.

Flávio Dino e sua equipe, com o vice-governador, Carlos Brandão à frente, trabalham de forma extremamente discreta e cautelosa. Mas já há um o acordo bem adiantado com os indianos e iranianos. São eles os interessados em construir a refinaria em Bacabeira e em fazer melhorias no porto do Mearim.

A nova refinaria, pelo perfil atual da negociação, é uma parceria público-privada entre o banco indiano Exim Bank, que dará o dinheiro para a construção; o governo do Irã, que fará exploração do refino e pagará o investimento com petróleo; e o Brasil, que cederá o terreno ao empreendimento. Ela terá a capacidade, de acordo com as estimativas, de produzir 650 mil barris por dia (50 mil a mais do previsto para a fracassada Refinaria Premium). Na obra, serão criados mais de 15 mil empregos, diretos e indiretos. O início dela, conforme desejo brasileiro, está previsto para o primeiro semestre de 2018.

A área utilizada será a mesma da Premium, com a terraplanagem da área construída e atualmente abandonada. O Governo do Maranhão, que solicitou o obteve o terreno de volta após o cancelamento da obra, já se comprometeu em cedê-lo para a nova refinaria. Uma reunião está marcada para o próximo dia 14 de fevereiro, com a presença dos iranianos e indianos, no Brasil, e pode selar de vez as negociações.

Muita cautela

Existe, entretanto, uma insegurança natural do governo do estado que antecede a assinatura dos acordos. Há muitas cláusulas que podem ser mudadas em cima da hora e inúmeros documentos que podem sofrer alterações e revisões em questões tributárias ou técnicas, o que pode ser determinantes para o sucesso ou o fracasso do negócio.

Outra preocupação do governo se dá com entidades – não citadas – que poderiam interferir para obstacular o negócio, pois em um contrato desse porte há a participação de inúmeras instituições que podem fazer exigências que embarguem a obra e até mesmo sabotar o projeto por questões políticas.

Ainda sim, fontes do Palácio dos Leões embasaram os detalhes apurados pela reportagem. Indicaram que uma nova refinaria em Bacabeira é algo real. Em entrevista concedida a O Imparcial, o deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), que acompanha as negociações desde o início, no Irã e no Brasil, foi mais aberto na explicação de como seria a construção do novo empreendimento.

Segundo ele, a Petrobras já devolveu o terreno ao Maranhão, cuja intenção é doa-lo para esta nova empreitada. José Reinaldo detalhou que o Brasil e o Maranhão só entrariam na cessão do terreno e todo o restante do investimento viria por parte da Índia e do Irã totalizando 10 bilhões de dólares (R$ 32 bilhões).

“O governo brasileiro entra não como  investidor. Não tem dinheiro do Brasil. O Brasil cede o terreno assim como o governo do estado vai fazer. Os capitais serão todos de fora. Serão financiamentos que serão recebidos pelos investidores do Irã pela Índia e que serão pagos por petróleo pelo Irã”, adianta o deputado federal.

José Reinaldo já até revelou que empresa a indiana que tocaria a obra seria a Engineers India Ltd (EIL) que, segundo o deputado, fará o projeto, instalará o maquinário e fará a manutenção. O financiamento será feito pelo banco indiano Exim Bank que receberia o pagamentos em petróleo do Irã.

“Todo equipamento, parte industrial e projeto da refinaria será feita na Índia por uma empresa chamada Engineers India Ltd (EIL) com financiamento do Exim Bank da Índia – que financia as exportações indianas. Então eles vão fazer a montagem aqui, colocarão a refinaria funcionando e farão a manutenção dela, sendo isso tudo de engenharia indiana. Lembrando que o Exim Bank financia, mas vai financiar o Irã que os pagará em petróleo”, revelou José Reinaldo.

Lançada campanha contra o abate clandestino de animais

O abate clandestino de animais representa riscos ao consumidor, pela ingestão de alimentos de qualidade sanitária suspeita, além de contaminar o meio ambiente

Fiscalização do trânsito de São Luís é reforçada

Prefeitura adquiriu 30 novos carros e 20 motos, que vão ampliar o serviço de fiscalização da capital

Suzuki ansioso por início da temporada 2017

Representante do Maranhão na categoria espera um bom resultado na corrida de estreia no ano em Goiânia

Obituário: Serralheiro

Em torno da consolidação da cena reggae em São Luís há muito de lenda, hipérbole e imodéstia.

Polícia impede sequestro relâmpago do João de Deus

Quatro suspeitos foram presos em flagrante após abordagem policial em carro suspeito no bairro do João de Deus

Cinco receitas em que o bacalhau é o principal ingrediente

Na salada, no arroz, no risoto. Seja como for o bacalhau está na lista dos ingredientes mais consumidos deste período, e pode render ótimas receitas

PM preso com grande arsenal em São Luís

O policial militar, não identificado por medidas de segurança, estava com armas de fogo, munições e motocicletas em sua residência

Mutirão faz plantio de mangue em Araioses

Grupo de 50 pessoas realizou o plantio de 1,5 mil mudas de mangue manso, siriba e vermelho às margens do Igarapé do Galego

Sepultura apresenta novo álbum em São Luís

Um dos grupos de maior sucesso nacional e internacional presenteará os fãs maranhenses com dois dias de interação, primeiro no shopping, nesta quinta-feira (30) e depois, na Casa das Dunas, na sexta

Conheça o Observatório Astronômico da UEMA

A ideia do laboratório é ajudar a popularizar a ciência e estimular a entrada de novos estudantes em eventos científico – principalmente na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA)

Maranhão é incluído no Fundo do Norte

Comissão do Senado aprovou a entrada do estado, assim como do Mato Grosso, para receber políticas adequadas para a Amazônia Legal

Abertas inscrições para cursos gratuitos de maio

As inscrições devem ser feitas de 10 a 20 de abril, de 7h30 às 11h:30h e das 13h30 às 17h30, na Sala de Técnicos do Sesc Deodoro

Abertas inscrições para processo seletivo em Pio XII

As inscrições deverão ser realizadas nos dias 29 e 30 de março de 2017; a carga horária varia entre 20 a 40 horas semanais, com salário de R$ 937,00

Mega-Sena sorteia R$ 20 milhões hoje

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) de hoje

Cine Guarnicê volta nesta quinta-feira

Com entrada franca, o Festival Guarnicê disponibilizará ao público sessões de filmes, cursos, exposições e oficinas

VEJA MAIS