RECONHECIMENTO

Abertas inscrições para o Prêmio Petrobras de Jornalismo 2015

Edição deste ano premiará também reportagens da área de Transparência e Governança Corporativa

O Prêmio Petrobras de Jornalismo entra em sua terceira edição nesta semana, dia 26 de outubro. Profissionais de todo o país podem inscrever reportagens que tenham sido publicadas ou veiculadas entre 10 de abril de 2014 e 9 de julho de 2015 em jornais/revistas, emissoras de rádio e de televisão e portais de notícias na internet. As matérias podem ser enquadradas como Nacional, para veículos de qualquer cidade do país com abrangência e repercussão nacional, e Regional, em que a sede esteja localizada nas regiões descritas abaixo. As áreas englobadas são Petróleo, Gás e Energia; Responsabilidade Socioambiental; Esporte; Cultura e Fotojornalismo. Também será premiada a melhor matéria internacional feita por correspondente residente no Brasil. As inscrições vão até o dia 26 de janeiro de 2016 por meio do site www.premiopetrobras.com.br.
Ao todo, serão distribuídos 34 prêmios, 17 da categoria Regional, 14 da categoria Nacional, um da categoria Internacional, um para a categoria Especial (Transparência e Governança Corporativa), além do Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo, para a melhor matéria inscrita entre todas as categorias e veículos. Na edição 2015 será dado um único prêmio para reportagens veiculadas em emissoras de rádio, dentre as quatro diferentes áreas da categoria Nacional.
Cada jornalista pode inscrever até seis diferentes reportagens, entre regional, nacional, especial e internacional. No entanto, a mesma reportagem não pode ser inscrita em diferentes categorias – regional, nacional, especial e internacional. Os participantes de Fotojornalismo podem inscrever um trabalho para cada tema, sendo também proibida a participação simultânea em regional e nacional. Cada trabalho deverá ser inscrito separadamente no sistema.
O Prêmio Petrobras de Jornalismo foi criado para reconhecer a importância dos meios de comunicação e, sobretudo, dos jornalistas que participam do processo de democratização e de disseminação de informações relevantes para o país.
Avaliação
Os trabalhos serão avaliados em duas etapas. Na primeira, uma Comissão de Pré-Seleção, supervisionada pela coordenação do prêmio e composta por oito jornalistas com experiência comprovada, realizará a primeira triagem selecionando 10 finalistas de cada categoria e tema. Na segunda etapa os trabalhos finalistas serão avaliados pela Comissão Julgadora, composta por seis profissionais renomados da imprensa, com vasta experiência jornalística. Os trabalhos vencedores em cada um dos temas e seus respectivos autores serão conhecidos no primeiro semestre de 2016.
Áreas
– REPORTAGEM PETRÓLEO, GÁS E ENERGIA: matérias relacionadas aos processos de exploração, produção e distribuição de energia sob diversas formas, como combustíveis fósseis, eólica, biomassa, elétrica, nuclear e outras fontes alternativas e que destaquem a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico.
– REPORTAGEM DE TRANSPARÊNCIA E GOVERNANÇA CORPORATIVA: matérias referentes ao processo de governança de empresas e/ou entidades, para a obtenção de maior transparência e melhoria da gestão como um todo.
– REPORTAGEM RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: matérias sobre ações sociais e de preservação ambiental, desenvolvidas em todo o Brasil, incluindo as promovidas a partir do apoio do setor público e/ou empresarial, como projetos direcionados à educação, à geração de renda, aos direitos humanos, ao reflorestamento, à preservação de ecossistemas e da biodiversidade brasileira.
– REPORTAGEM ESPORTIVA: matérias que abordem o incentivo às atividades esportivas profissionais ou amadoras, individuais ou coletivas, incluindo as promovidas a partir do apoio público e/ou empresarial, como projetos de formação de novos atletas e de esporte educacional.
– REPORTAGEM CULTURAL: matérias que abordem manifestações culturais e artísticas do país, ou o incentivo em áreas como música, cinema, teatro, artes plásticas, dança e literatura, incluindo as promovidas a partir do apoio público e/ou empresarial, com o objetivo de promover a democratização e a disseminação da cultura brasileira.
– FOTOJORNALISMO: coberturas fotográficas sobre qualquer um dos temas acima relacionados que, sozinhas ou como parte integrante das reportagens, foram capazes de transmitir o impacto de cenas do dia a dia ou de acontecimentos marcantes, cumprindo o papel disseminador da informação. Não serão aceitas fotografias que apresentem manipulação digital que altere seu conteúdo.
Divisões da categoria Regional
– Norte, Centro-Oeste e Minas Gerais: Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal e Minas Gerais;
– Nordeste: Sergipe, Alagoas, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão;
– São Paulo e Sul: interior do Estado de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul;
– Rio de Janeiro e Espírito Santo: interior do Estado do Rio de Janeiro e Espírito Santo.
VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias