OPORTUNIDADE

Concurso público para área da Saúde no Maranhão oferece 167 vagas

Os cargos exigem nível superior e dedicação exclusiva. O concurso será realizado pela Força Estadual de Saúde (Fesma). O edital está previsto para agosto

Cento e sessenta e sete postos de trabalho para quem procura estabilidade e bons salários estarão disponíveis com abertura de concurso público para a área da saúde estadual. A maior parte das vagas é para médicos. Com este concurso, o governo pretende diminuir o déficit destes profissionais. Os cargos exigem nível superior e são de dedicação exclusiva. A previsão é que o edital seja lançado no mês de agosto. As vagas disponíveis são para enfermeiro (74), médico (37), cirurgião-dentista (14), e nutricionista, psicólogo, fisioterapeuta, farmacêutico, educador físico e assistente social, cada um deste com sete vagas disponíveis.
Os salários estipulados oscilam entre R$ 10 mil e R$ 19 mil. O concurso será realizado pela Força Estadual de Saúde (Fesma), projeto da Secretaria Estadual de Saúde (SES), para preenchimento de vagas na Atenção Básica. A iniciativa faz parte do pacote de ações do Programa Mais IDH, do governo estadual, que inclui os 30 municípios maranhenses com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). À medida que os profissionais forem progredindo na carreira, poderão ser transferidos para a capital.
Os municípios que integram o Mais IDH são: Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Belágua, Arame, Cachoeira Grande, Humberto de Campos, Itaipava do Grajaú, Fernando Falcão, Paulino Neves, Primeira Cruz, Buriticupu, Satubinha, Santo Amaro do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, Alto Alegre do Pindaré, Cajari, Amarante do Maranhão, Presidente Juscelino, Santa Filomena do Maranhão, Amapá do Maranhão, Pedro do Rosário, Governador Nunes Freire, Serrano do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Presidente Vargas, Matões do Norte, Bom Jardim, Mirador, Nina Rodrigues e Santana do Maranhão.
Alcance social
O Programa Mais IDH tem como foco ações centradas na melhoria de índices sociais e econômicos, além de promover a superação da extrema pobreza e das desigualdades sociais no meio urbano e rural, por meio de estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. O plano terá como foco inicial as populações dos 30 municípios maranhenses com piores indicadores de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
VER COMENTÁRIOS
Polícia
Concursos e Emprego
Esportes
Entretenimento e Cultura
Saúde
Mais Notícias