FESTA NO INTERIOR!

FMF marca final da Série B para domingo, em Barra do Corda

Cordino e Tuntum decidem; MAC promete ir à última instância

Estádio Leandro Silva vai sediar decisão da Série B (Foto: Divulgação/Arquivo)

A Federação Maranhense de Futebol divulgou, na tarde desta segunda-feira (25) a data da grande final da Série B, segunda divisão do Estadual. O jogo está marcado para o próximo domingo (31/10) no Estádio Leandro Silva, às 15h, em Barra do Corda, entre Cordino e Tuntum. O horário foi justificado pelo Vice-Presidente de Competições, Hans Nina: “Ausência de iluminação artificial, com possibilidade de penalidades máximas e, em seguida, cerimônia de premiação”, diz o comunicado.

O clima ainda é de muita festa nas cidades de Barra do Corda e Tuntum. As comemorações tiveram início no fim da tarde do sábado (23), quando o Cordino empatou com o Maranhão Atlético por 1 a 1, no Castelão, e garantiu o retorno à primeira divisão. O time comandado pelo técnico Marlon Cutrim, vencedor do primeiro jogo (1 a 0), foi beneficiado pela igualdade no marcador. No domingo, houve novo empate por 1 a 1, desta vez, entre Timon e Tuntum, o que levou a decisão para os tiros diretos da marca do pênalti. Tuntum saiu vencedor por 4 a 3.

Perda de clássicos

O MAC é a segunda equipe grande do futebol maranhense a não disputar o Estadual do próximo ano. A competição também não terá Imperatriz e Bacabal, rebaixados em 2021. O torcedor da capital ficará sem dois clássicos tradicionais: Maremoto (MAC x Moto) e Samará (Sampaio x MAC). Além disso, o Cavalo de Aço, representante da Região Tocantina, é mais uma equipe grande que fica fora do Estadual da Série A no ano que vem. A novidade será a presença de Tuntum, cidade de 40 mil habitantes, distante 365 km da capital, que pela primeira vez disputa uma divisão de elite do futebol profissional.

Além das vagas no Campeonato Maranhense da Série A, em 2022, Cordino e Tuntum têm presenças garantidas na Copa FMF, que será disputada em novembro e dará uma vaga à Série D do Brasileiro ou para a Copa do Brasil. Sem contar com Sampaio Corrêa e Moto, campeões e vice, respectivamente, neste ano (2021), a competição terá ainda Pinheiro, Iape, Juventude Samas, São José, Imperatriz e Bacabal. Os dois últimos caíram este ano para a segunda divisão, mas entram na disputa por força do Regulamento.

No Tapetão

Enquanto os dois clubes festejam no interior, o Maranhão Atlético ainda acredita que poderá inverter a situação no TJD. Ainda inconformado com a reabertura das inscrições de jogadores, o presidente atleticano, Carlos Eduardo Dias, disse nesta segunda-feira (25) à reportagem de O Imparcial que o clube não desistirá dos seus direitos: “Vamos brigar até a última instância com relação a alteração do regulamento”, resumiu o dirigente.

Por meio de um Mandado de Garantia no Tribunal de Justiça Desportiva, o MAC deu entrada na semana passada, de um pedido de perda dos pontos do Cordino, pelo fato do clube do interior ter lançado os jogadores Cacá, Hiltinho, Edream e Chico Bala, inscritos após o adiamento do início da fase semifinal. O clube atleticano alega não ter assinado qualquer documento concordando com a mudança do prazo inscrições. A FMF se defende, afirmando que o regulamento é claro, e uma coisa não pode ficar separada da outra.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias