CORONAVÍRUS

No Maranhão

4306
273217
244260
7526
PAPÃO NA BRONCA

Moto Club entra com representação contra árbitro de partida diante do Juventude

Principais críticas do Rubro-Negro são relação a um pênalti assinalado para o Juventude e uma penalidade que não teria sido marcada para o time motense.

Reprodução

Após o duelo contra o Juventude neste domingo, o Moto Club reclamou bastante da atuação do árbitro Ranilton Oliveira da Sousa. O profissional comandou a partida que terminou empatada em 1 a 1, pelas semifinais do Campeonato Matanhense, no estádio Pinheirão. Nesta segunda-feira, o clube encaminhou uma representação para a Comissão Estadual de Arbitragem (CEAF).

Essa conta não é minha

As principais críticas do Papão do Norte estão direcionadas ao pênalti marcado a favor do Juventude, aos cinco minutos de jogo. A arbitragem interpretou que o zagueiro Rodrigo Barreto derrubou o atacante Everton. Além disso, o Moto reclama também de um pênalti cometido em cima do meia Cleitinho, já no segundo tempo, e que não teria sido marcado pelo árbitro da partida.

“O primeiro grave equívoco ocorreu logo após o primeiro gol do Moto Club, quando o zagueiro rubro-negro Rodrigo Barreto da Silva Almeida tira a bola dentro da área sem tocar o atacante, na frente do árbitro Ranilton Oliveira de Sousa, sendo marcado pênalti e aplicado cartão amarelo, fato que gerou uma grande revolta e indignação. Posteriormente, no segundo tempo da partida, o camisa número 11 do Moto Club, Cleitinho, sofreu uma falta clara dentro da área e foi considerado lance normal pelo árbitro, caracterizando uma total faltade critério nas marcações das faltas”, diz um trecho do documento (veja a íntegra abaixo).

O Moto Club também solicita, na representação, que seja aberto um procedimento administrativo para apurar os fatos relatados e que o árbitro Ranilton Oliveira de Sousa não atue nos jogos do clube na fase final do Maranhense 2021.

Posicionamento da CEAF

Procurado pela reportagem de O Imparcial, o presidente da Comissão Estadual de Arbitragem, Marcelo Filho, afirmou que a partir do recebimento da representação a atuação do árbitro será analisada, inclusive com observação de vídeos, e tomará uma decisão.

“Vou esperar a entrada do documentação na federação e analisar junto com a comissão de arbitragem, com os vídeos, e nós vamos analisar se o presidente do Moto tem razão ou não. Ele tem toda razão de questionar e nós vamos analisar as jogadas para tomarmos uma decisão”, declarou Marcelo Filho.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias