Série C

Times maranhense melhoram com novos técnicos

Sampaio e Imperatriz melhoram aproveitamento na Série C após a troca de comando

Reprodução

As análises do futebol moderno ditam que um time de futebol tem mais sucesso quando mantém os seus treinadores por um período mais longo. A busca pelo projeto a longo prazo que imita os modelos europeus.

Ocorre que a experiência recente de Sampaio Corrêa e Imperatriz mostram números diferentes. As duas equipes crescerem na classificação da Série C justamente após a demissão de seus técnicos e a chegada de um novo comandante.

Com um pouco mais de amostragem, o caso do Imperatriz é bem emblemático. O treinador Paulinho Kobayashi assumiu a equipe na zona de rebaixamento com um aproveitamento de 33,3% (1 vitória, 2 empates e duas derrotas) e conseguiu levar o time para a quarta posição.

Em sete jogos no comando do Cavalo de Aço, Kobayashi conquistou quatro vitórias, um empate e duas derrotas elevando o aproveitamento do clube para 61,9%.

Com seis rodadas para o fim da fase de classificação, o Imperatriz soma 18 pontos e ocupa o quarto lugar.

Pelos lados do Sampaio, a chegada de João Brigatti deu uma nova esperança para a equipe. Apesar de ter uma campanha razoável com 51,8% de aproveitamento no momento da saída de Julinho Camargo (quatro vitórias, dois empates e três derrotas), o novo treinador elevou ainda mais o sarrafo.  Em três jogos comandando o Tricolor, Brigatti ainda não foi derrotado e soma duas vitórias e um empate com um aproveitamento de 77,7%.

Na classificação atual, o Sampaio ocupa o terceiro lugar com 21 pontos com o mesmo número do vice-líder Confiança e dois pontos abaixo do líder Ferroviário.

O Tricolor volta a campo nesta quinta-feira (18) para confirmar a sua boa fase quando recebe o Santa Cruz no Estádio Castelão às 20h. Já o Cavalo de Aço só joga no domingo (21) contra o Confiança fora de casa às 16h.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias