CRIME?

Neymar perde campanha de Patrocinadora após acusação de estupro

O jogador seria garoto propaganda de uma série de ações, mas a campanha foi suspensa após ele ter sido alvo das acusações

Foto: Reprodução

Uma das Patrocinadores de Neymar, a Mastercard, cancelou a campanha publicitária que faria com o jogador durante a Copa América. A decisão foi tomada após o camisa 10 ter sido alvo de uma acusação de estupro e agressão.

“Nós temos uma série de ativações de marketing planejadas para o decorrer do campeonato que são focadas em promover o uso do pagamento por aproximação. Nós tomamos a decisão de parar aquelas ativações que incluem o embaixador da marca até que o assunto seja resolvido”, diz o texto da empresa ao Estado de S. Paulo.

Antes da ação tomada pela Mastercard, outras patrocinadoras haviam manifestado preocupação em relação às denúncias. A Nike se disse “profundamente” preocupada e afirmou seguir de perto a situação. A Red Bull escreveu: “É de responsabilidade das autoridades públicas determinar os fatos reais por trás desta séria alegação”.

Na sexta-feira, Neymar deve prestar depoimento no Rio de Janeiro sobre o possível crime virtual cometido ao espalhar fotos de nudez da modelo Nájila Trindade, mulher que o acusa de estupro e agressão.

Já Nájila deve prestar depoimento em São Paulo nesta quinta-feira, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, para esclarecer as denúncias sobre o crime que alega que Neymar cometeu em Paris, no último mês.

A modelo trocou duas vezes de advogado no decorrer do processo. Após procurar inicialmente José Edgard Bueno, com quem se desentendeu, ela recorreu a Yasmin Pastore Abdalla, que a acompanhou no último fim de semana durante o registro do boletim de ocorrência. No entanto, a partir desta quarta-feira Nájila passou a ser representada por Danilo Garcia Andrade.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias