BOXE

Maranhense luta no Cruel Fight Downtown São Paulo neste sábado (8)

Francisco Learte, de São Luís, fará o quinto combate do dia, o segundo entre os profissionais, diante do paulista Luiz Manzo. O evento terá início às 15h, no Complexo #9, localizado em um espaço revitalizado no bairro da Bela Vista, na capital paulista, e contará com homenagem a Éder Jofre

Reprodução

Onze lutas, disputa de títulos, muita música, em um evento que une esporte e entretenimento, com várias atrações ao público. O boxe será destaque neste sábado (8), na capital paulista, com a realização do Cruel Fight Downtown São Paulo, no Complexo #9, localizado em um espaço revitalizado, no bairro da Bela Vista. Com um conceito inovador, diferenciado, promovido pela Cruel Fight, terá três combates amadores e oito profissionais, acompanhados de uma programação com Djs e apresentação de Fernandinho Beat Box, luzes e ambientação especial, para resgatar todo o glamour, os grandes momentos vividos pela nobre arte no País. Francisco Learte, de São Luís do Maranhão, fará a quinta luta do dia, a segunda entre os profissionais, diante de Luiz Manzo, de Campinas (SP), em 4 rounds, na divisão dos peso-médios.

O evento começa às 15h. A luta principal, que encerra a programação, com 10 rounds, será entre os paulistas Fernando ‘Cruel’ e Guilherme Castagnazzi, valendo três títulos: um brasileiro do Conselho Nacional de Boxe (CNB) e dois internacionais, da American Boxing Federation (ABF) e da Universal Boxing Organization (UBO), na divisão dos super meio-médios. ‘Cruel’ tem um cartel de oito lutas, com seis vitórias, todas por nocaute, um empate e uma derrota. Guilherme, em seis lutas, acumula quatro vitórias e duas derrotas.

Durante a programação deste sábado, o evento fará uma homenagem especial ao ídolo Éder Jofre, bicampeão mundial (1961 e 1973), que já confirmou presença. Nesta sexta-feira (7) foi realizada a pesagem e o Congresso Técnico no Complexo #9. O Cruel Fight Downtown tem supervisão do Conselho Nacional de Boxe, com Mike Miranda Jr. como matchmaker e a presença do presidente da ABF, Jeremy Warren Lantz.

Luta principal vale dois títulos (Bob Donask / Cruel Fight)

É o primeiro evento da promotora Cruel Fight, comandada pelos sócios Fernando ’Cruel’ e Marcelo Jabur, trazendo esse conceito inovador. Considerado um dos maiores pugilistas da nova geração do Brasil, Fernando ‘Cruel’ é o responsável pela parte técnica do Cruel Fight Downtown São Paulo, enquanto o empresário Marcelo Jabur usa sua experiência em organização de eventos de entretenimento e corporativos para trazer glamour ao esporte, com diversas atrações, paralelamente à competição em si.

“Diálogos do Boxe” abriu o evento – A programação teve início nesta quinta-feira (6) à noite, com o “Diálogos do Boxe”, uma ação diferenciada da Cruel Fight, destinado a discutir e pensar os rumos da modalidade. Exclusivo para convidados, foi realizado no mesmo local das lutas, com mediação da jornalista Bete Romero. Participaram o empresário Luiz Boselli, ex-presidente da Confederação Brasileira de Boxe; o promotor de boxe Edu Melo; o juiz e dirigente Antonio Bernardo; Geysa Caryny – presidente do Conselho Nacional de Boxe (CNB); Mike Miranda, representante nacional do CNB; o jornalista Adalberto Leister; e o presidente da ABF, Jeremy Warren Lantz.

Fernando ‘Cruel’ deu início ao “Diálogos” agradecendo a presença de todos na busca por novos caminhos para a modalidade. “Estou muito feliz com a participação de vocês, nesta nossa primeira iniciativa de mobilizar pessoas, militantes do esporte, para discutir o futuro. Aproveitar o que foi feito no passado e iniciar uma nova era em prol do boxe”’, destacou Fernando.

O “Diálogos do Boxe” terá novas edições nos próximos eventos da Cruel Fight. Todos os participantes elogiaram e destacaram a importância da iniciativa, do debate e também do evento como um todo, indo além das lutas, com a inclusão de música e show. A primeira edição do “Diálogos” atingiu seu objetivo ao reunir os protagonistas do boxe em uma discussão de alto nível sobre os caminhos do boxe amador e profissional, a importância da base, a busca por novos campeões, novos ídolos, o trabalho visando os Jogos de Tóquio-2020, entre outros assuntos.

Programação

Card Amador

Luta 1 – Alexssander ‘Gardenal’ x Adrian Cabezas (Venezuela) – categoria 64 kg – 3 rounds

Luta 2 – Anderson ‘Ted’ Amorim (SP) x Gabriel Espinosa (SP) – categoria 65 kg – 3 rounds

Luta 3 – Amanda Russa (SP) x Karoliny Laura Azevedo – categoria 64 kg – 3 rounds

Card Profissional

Preliminares

Luta 1 – João Victor (Itapira-SP – 2 lutas, 2 D) x Gustavo Silva (Porto Alegre-RS – 10 lutas, 2 V, 8 D) – Peso-pena – 4 rounds

Luta 2 – Francisco Learte (São Luís-MA – 3 lutas, 3 D) x Luiz Manzo (Campinas-SP – 1a luta prof. – 50 lutas como amador) – Peso-médio – 4 rounds

Luta 3 – Pedro Guilherme (Caconde-SP – 3 lutas (1V, 1D, 1E) x Raphael William (Uberaba-MG – 2 lutas, 2V) – Peso-leve – 4 rounds

Luta 4 – Wallison Henrique (Campinas-SP – 1 luta, 1 V) x Loran Medeiros (São Paulo – 1a luta prof.) – Super meio-médio – 4 rounds

Luta 5 – Edson ‘Cabelo’ Camargo (São Paulo – 12 lutas, 7 V e 5 E) x Marcos Lolata (Sorocaba-SP – 3 lutas, 2 V, 1 E) – Super-médio – 4 rounds

Principais

Luta 6 – Carlos Henrique ‘Pitbull’ (Rio de Janeiro – 8 lutas, 8 V – 6 KO) x Daniel ‘Eddie Murphy’ Araujo (Salvador-BA – 6 lutas, 6 D) – Peso-pena – 6 rounds

Luta 7 – Aelio Mesquita ‘Biro’ (Guarujá-SP – 21 lutas, 17 V, 4 D) x

Luciano Santos ‘Bahia’ (Salvador-BA – 8 lutas, 1 V, 7 D) – Super Leve – 6 rounds

Luta 8 – Fernando ‘Cruel’ (São Paulo– 8 lutas, 6 V, 6 KO, 1D, 1E) x

Guilherme Castagnazzi (São Paulo – 6 lutas, 4 V, 2 D) – Super meio-médio – 10 rounds

Serviço:

O que? Cruel Fight Downtown São Paulo

Onde? Complexo #9 – Rua Santo Antônio 800, Bela Vista (SP)

Quando? Neste sábado (8) de 15 às 22h

Quanto? Ingressos : R$ 50,00 – https://cruelfight.eventbrite.com.br

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias