NOVELA

Justiça intima Caixa a devolver Taça das Bolinhas para a CBF

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro entende que entidade deve definir o destino do troféu

Reprodução


Após o trânsito em julgado do recurso do Flamengo contra o Sport sobre o título brasileiro de 1987, com em março a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negando o recurso e dando ganho de causa aos pernambucanos, uma outra polêmica ficou mais perto do fim: a da Taça das Bolinhas. A juíza Cristina de Araújo Goes Lajchter, da 50ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), determinou que a taça, em posse da Caixa Econômica Federal desde 2017, seja devolvida pelo banco para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para que adote “as medidas cabíveis acerca do destino da mencionada taça”.

Como o Flamengo perdeu o recurso, o São Paulo quem deve receber a Taça das Bolinhas. Desenhada pelo escultor Maurício Salgueiro, o Troféu Copa Brasil – nome oficial – foi confeccionado pela CBD (Confederação Brasileira de Desportos), entidade precursora da CBF, em 1975, e deveria ficar em definitivo com o primeiro clube que conquistasse o Campeonato Brasileiro por três vezes seguidas ou cinco alternadas. Desde 2007, porém, por conta da briga judicial do título de 1987, a entrega desta taça também parou para ser discutida judicialmente, ficando sob responsabilidade da Caixa até a decisão final.

Fonte: Uol Esporte

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias