FUTEBOL

Flamengo vence Chapecoense no Maracanã e conquista primeiro triunfo no Brasileiro

                          O Flamengo conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Em partida disputada na noite deste sábado, no Maracanã, a equipe rubro-negra derrotou a Chapecoense por 1 a 0, gol marcado por Gabriel, no segundo tempo. O resultado fez a equipe rubro-negra chegar […]

Fla vence Chapeco
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O Flamengo conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Em partida disputada na noite deste sábado, no Maracanã, a equipe rubro-negra derrotou a Chapecoense por 1 a 0, gol marcado por Gabriel, no segundo tempo. O resultado fez a equipe rubro-negra chegar aos quatro pontos ganhos e ocupar a 16ª posição, deixando, provisoriamente, a zona de rebaixamento. A Chapecoense segue com nove pontos ganhos, na sétima posição.
O time dirigido por Cristovão Borges não precisou fazer uma grande exibição para quebrar o jejum. A equipe carioca manteve o espírito ofensivo durante os 90 minutos, diante de um adversário que entrou em campo com o objetivo de apenas se defender, sem qualquer ambição ofensiva. E a equipe catarinense ainda teve seu esquema prejudicado pela expulsão do zagueiro Vilson, momentos antes do gol marcado pelo Flamengo.
Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o Coritiba, no Couto Pereira. A Chapecoense vai receber o São Paulo, na Arena Condá.
O jogo – O Flamengo começou a partida disposto a impor seu domínio diante do adversário. Logo no primeiro minuto, Cirino investiu pela direita e cruzou fechado. O goleiro Danilo saiu de soco e aliviou o perigo. Aos cinco minutos, Luiz Antonio bateu falta e Eduardo da Silva cabeceou com perigo. A Chapecoense não conseguia sair da defesa e se limitava a dar chutões para colocar a bola longe da sua área. Um minuto depois, em cobrança de escanteio, Wallace subiu mais do que a zaga catarinense, mas cabeceou para fora, desperdiçando uma boa oportunidade. O time dirigido por Cristovão Borges tinha mais posse de bola, encurralava o adversário, mas não conseguia condições para marcar.
Aos 21 minutos, a Chapecoense criou seu primeiro momento de perigo. Após jogada confusa, a bola sobrou para Bruno Silva bater e exigir boa defesa de Paulo Victor. Dois minutos depois, o goleiro Danilo voltou a aparecer bem, impedindo que o lançamento de Gabriel chegasse ao atacante Marcelo Cirino, bem colocado na área.
Aos 23 minutos, o Flamengo voltou a criar outra chance para marcar. Gabriel fez ótimo lançamento para Marcelo Cirino que perdeu a passada e não conseguiu concluir a jogada. O time rubro-negro voltou a levantar sua torcida, aos 32 minutos. Jonas chutou de longe, a bola desviou na zaga e sobrou para Eduardo da Silva que bateu para fora.
O Flamengo seguia controlando as ações, mas não conseguia romper o esquema defensivo da Chapecoense. Aos 41 minutos, em falta na entrada da área, Canteros chutou forte, mas a bola saiu, para frustração da torcida presente ao Maracanã.
Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E o panorama permaneceu inalterado. O Flamengo tinha o controle das ações, mas não conseguia concretizar as jogadas de gol, enquanto a Chapecoense se limitava a tentar bloquear o adversário. Aos seis minutos, Gabriel finalizou errado e, um minuto depois, foi a vez de Marcelo Cirino cabecear mal, quando estava bem colocado na área.
Aos 14 minutos, Eduardo da Silva só ajeitou para Gabriel chutar com grande perigo. Dois minutos depois, o zagueiro Vilson agarrou Marcelo Cirino que corria em direção à área e recebeu cartão vermelho.
Aos 19 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. Após levantamento na área, o goleiro Danilo saiu mal e a bola acabou sobrando para Gabriel que chutou para colocar a bola nas redes. Depois de estabelecer a vantagem, o time rubro-negro seguiu ditando o ritmo e mantendo a pressão sobre a Chapecoense que parecia inteiramente perdido no Maracanã.
O time catarinense só voltou a dar sinal de vida aos 41 minutos, quando o lateral-direito Apodi acertou um violento chute, de fora da área, e obrigou Paulo Victor a fazer sua melhor defesa durante o jogo, espalmando para escanteio.
Nos minutos finais, o time carioca passou a tocar a bola, para não correr riscos, sob incentivo da torcida que comemorou muito a primeira vitória.
VER COMENTÁRIOS
Polícia
Concursos e Emprego
Esportes
Entretenimento e Cultura
Saúde
Mais Notícias