ASTROLOGIA

Horóscopo do dia: confira o que os astros revelam para esta quinta-feira (23)

Veja o horóscopo para desvendar esta quinta-feira, 23 de junho, de acordo com cada signo.

O horóscopo é um mapa que reflete as posições exatas dos planetas do zodíaco em um determinado momento. (Foto: Reprodução/Pixabay)

Data estelar: Lua míngua em Touro

Quantos sacrifícios fizeste até aqui? E quantos sacrifícios se conjugam agora mesmo, em gerúndio? Os sacrifícios são as concessões que fazemos em nome de algo aparentemente maior do que a satisfação de nossos anseios, desejos e necessidades, em muitos casos sendo imprescindíveis, porque sem esses o cenário dos relacionamentos humanos seria selvagem demais e a vida como um todo se tornaria insuportável.

O sacrifício é sublime na mesma medida em que o executes com alegria no coração, ciente de ser essa a melhor coisa a fazer, porque se o sacrifício te encher o coração de tristeza e amargura, melhor seria que sacrificasses esse sacrifício hipócrita que, um dia, inevitável te conduzirá a cobrar com severidade, do mundo e das pessoas, por teres abdicado de teu prazer, e te sacrificado.

ÁRIES (nascimento entre 21/3 a 20/4)

Para você sentir a medida de segurança necessária a este momento, não é necessário lançar mão de nada que não esteja ao alcance, porque todos os ingredientes de sua segurança estão disponíveis, porém, esparsos por aí.

TOURO (nascimento entre 21/4 a 20/5)

Faça do seu jeito, mas cuidando para não atropelar ninguém com esse movimento, porque não se trata disso, mas de fazer com que tudo seja concluído com a menor distorção possível. E atropelamentos são distorções.

GÊMEOS (nascimento entre 21/5 a 20/6)

Se você tiver a sensação de que seria melhor calar e conceder, não hesite, cale e conceda, porque este é um daqueles momentos em que é sábio fazer cara de panorama e se mimetizar na realidade, para nela se esconder.

CÂNCER (nascimento entre 21/6 a 21/7)

Somos todos um, reza o provérbio, e não poderia haver afirmação mais verdadeira do que essa. Porém, apesar da realidade, continuamos insistindo em viver como se não houvesse nada parecido com essa unidade. Por que?

LEÃO (nascimento entre 22/7 a 22/8)

A melhor maneira de lidar com as tensões é tentar encontrar uma saída criativa para o que as provoca. A criatividade, tanto quanto a harmonia também, são as saídas melhores para toda e qualquer situação. Em frente.

VIRGEM (nascimento entre 23/8 a 22/9)

Nunca será suficiente, porque, ainda que você pretenda se acomodar, para evitar novas encrencas, a alma continuará ansiando por um futuro que se encontra indisponível agora, mas que chama à aventura da conquista.

LIBRA (nascimento entre 23/9 a 22/10)

Há dias em que tudo parece encaixar nos planos, enquanto noutros tudo se desvia tanto, que dá até desespero por ver que nada segue de acordo com as expectativas. Uns dias seguem aos outros, assim é a vida. Em frente.

ESCORPIÃO (nascimento entre 23/9 a 21/11)

Alguns ajustes de conta são necessários, porém, encare essa situação com a alma imparcial, sem fazer julgamentos precipitados sobre o que acontece, mas levando em conta que todas as pessoas erram e acertam. É assim.

SAGITÁRIO (nascimento entre 22/11 a 21/12)

O espírito prático será preferível a se deixar levar pela emoção da impaciência. O espírito prático ajudará você a enxergar as coisas que estão ao seu alcance fazer, e que desembrulhariam bastante o cenário.

CAPRICÓRNIO (nascimento entre 22/12 a 20/1)

Apesar de tudo e de todos, sobra tempo para fazer o que lhe brindar com prazer e regozijo. Apesar de todas as preocupações e perrengues, o tempo continuará sendo generoso, oferecendo oportunidade para tudo.

AQUÁRIO (nascimento entre 21/1 a 19/2)

Conforto e segurança são condições essenciais para sua alma continuar se convencendo de que a vida vale a pena, porque há penas e sofrimentos inevitáveis, porém, tem de haver um contrapeso também. Conforto.

PEIXES (nascimento entre 20/2 a 20/3)

Se tudo fosse leve, alegre e divertido todos os dias, sua alma se acomodaria na vida e ficaria contente? Provavelmente não, porque no interior continuariam ardendo desejos sobre o que aparentemente estaria faltando.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias