CORONAVÍRUS

No Maranhão

3483
183461
175992
3978
DIVERSÃO

O reggae roots pelas ondas da Nova FM

Estreia nesta segunda-feira (21) o programa “Reggae Roots” que vai integrar a programação da grade da Rádio Nova FM

Reprodução

Diversas narrativas buscam explicar como o reggae se incorporou à cultura local de São Luís. Segundo alguns relatos, desde a década de 1970, algumas pessoas conseguiam captar ondas-curtas de rádios caribenhas, em razão da proximidade geográfica. Posteriormente, turistas, emigrantes e marinheiros da zona portuária da cidade também influenciariam na introdução do ritmo no estado. Independentemente de teorias sobre a forma como o ritmo jamaicano chegou à capital maranhense, hoje o ritmo jamaicano se fortaleceu por meios de comunicação, seja pelas ondas do rádio, nos programas de emissoras de televisão ou ainda pela internet.

Como forma de fortalecer mais ainda a força da música jamaicana que teve como maior divulgador, o cantor e compositor Bob Marley, estreia nesta segunda-feira (21) o programa “Reggae Roots” que vai integrar a programação da grade da Rádio Nova FM de segunda a sexta das 19h às 21h e aos sábados de 17h às 19h.

O programa será apresentado pelo radialista e Dj Marcos Vinicius e pelo radialista, cantor e compositor Fauzy Beydou, vocalista da banda de reggae Tribo de Jah. “Neste novo projeto a grande ideia é aliar a rádio a interatividade das redes sociais da emissora popularizando o estilo musical na periferia da ilha de São Luís ‘banhada de reggae por todos os lares’ será um grande desafio”, ressaltou Marcos Vinicius.

Marcos Vinicius: vida no rádio e nas pistas
 

Marcos Vinicius fez uma análise do impacto que a cena regueira atual está passando por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).  “Este é um momento delicado que o movimento reggae vive diante da pandemia onde cada setor (artistas, bandas, casas de eventos) hoje buscar se reinventar para se manter neste cenário. Esperamos que tudo isso passe logo e a massa regueira possa voltar a lotar as casas de shows, salões de reggae com vibrações positivas”, enfatizou o radialista que é um dos pioneiros na discotecagem 100% vinil no ritmo jamaicano.

Com mais de duas décadas dedicadas à divulgação e fomentação da cultura reggae dentro e fora do estado, Marcos Vinicius vê o programa “Reggae Roots” como um novo momento de sua trajetória profissional. “São mais de 25 anos no Rádio Reggae Maranhense, diante desta proposta lançada pela rádio Nova FM, será um novo momento pra minha carreira reeditando o começo de toda minha história ao lado da pessoa que me deu a primeira oportunidade pra fazer rádio reggae aqui no Maranhão, Fauzy Beyound”, acrescentou Marcos Vinicius.

Sobre o que o público pode esperar Marcos Vinicius que também é Dj e conhecido na cena musical regueira adiantou que o público terá a oportunidade de acompanhar o programa com apresentações ao vivo dos artistas. “Teremos reggae ao vivo no estúdio mais moderno deste país, essa será a novidade, o artista vai subir ao Palco da Nova FM”, contou o radialista que é colecionador de discos de vinis, há mais de 25 anos, com notada coleção no gênero reggae e demais estilos musicais do Brasil e do mundo.

Um reencontro com o público pelo rádio

Já o radialista e cantor Fauzy Beydou revelou a O Imparcial que atuar no rádio sempre foi prazeroso para ele por contada interatividade e cumplicidade com os ouvintes. “A agenda estressante de viagens com a Tribo acabou dificultando essa atuação embora ainda há pouco tenha apresentado um programa pela Rádio Universidade. O ostracismo forçado pela pandemia permitiu que fizesse inicialmente um programa de casa pela rede social e daí veio a ideia de voltar ao rádio aproveitando o convite da Nova FM. Sem perspectiva de voltar aos palcos, a ideia é resgatar todo um legado de muito sucesso no Rádio, não só no Maranhão já que o último programa que apresentei ia ao ar em vários estados, aproveitando agora o alcance global da rede social”, disse o Fauzy Beydou.

Fauzy Beydou: uma vida no palco e no rádio

O cantor contou ainda o último programa que apresentou foi o “Resistência Roots” pela Rádio Universidade, e que há quatro ou cinco anos atrás ele vinha apresentando de casa o programa “Central Reggae” pelo Facebook, nos últimos meses com um alcance bom até em outros países. “A oportunidade com a Nova FM pareceu muito sedutora com a possibilidade de fazer um trabalho mais profissional, especialmente com a parceria de Marcos Vincius, grande autoridade do reggae maranhense”, ressaltou Fauzy Beydou.

Sobre o novo programa Fauzy Beydou explicou que o mesmo propõe trazer música ao vivo no rádio, informação cultural, entrevistas, um espaço para o reggae nacional e local que não é usual nos programas existentes. “A ideia pretensamente pretenciosa é colocar São Luís como protagonista na cena reggae nacional, fazendo jus a título de Jamaica Brasileira”, acrescentou o cantor.

Fauzy Beydou afirmou que a cena reggae maranhense atual continua muito dinâmica embora muito dispersa. “Não há uma consciência no geral da importância cultural que está agregada a esse movimento. No caso do Bumba Boi por exemplo já há um consenso do quanto é significativa e preciosa essa manifestação folclórica e cultural para o Maranhão mas o reggae, apesar do seu incrível apelo e alcance popular, ainda continua como um produto cultural de segunda o terceira categoria. O fato hoje é que se ouve e toca reggae no Maranhão mais que na Jamaica ou qualquer outro lugar no mundo. Não há dúvidas de que o reggae aqui é uma música de massa que representa uma face significativa da cultura popular do estado porém falta uma política ou vontade política para explorar mais devidamente esse potencial como elemento de atrativo turístico e cultural”.

De acordo com Nilo Gomes diretor-geral da Nova FM, a ideia do programa surgiu desde o inicio de quando a raádio entrou no ar há dois anos. “A gente queria fazer algo diferente dos que já estavam fazendo nas outras rádios. A ideia foi maturando ao longo destes dois últimos anos. E sempre que a gente pensava em algo para fazer parte do conteúdo do programa a gente pensava na figura do Fauzy Baydon que foi um dos pioneiros deste tipo de programa em rádio aqui no Maranhão”, contou Nilo Gomes.

Um programa para brigar pela audiência

O diretor-geral da rádio informou ainda que o projeto do programa saiu da gaveta, após o sucesso da live da Tribo de Jah aqui em no estúdio da Nova FM. “Chegamos à conclusão que o momento era este de colocar no ar um programa especifico para este segmento musica que representa pelo mundo afora a cidade de São Luís. Com o advento da internet e das redes sociais os seguidores da Tribo de Jah e especialmente do Fauzy acompanham o trabalho dele por todo planeta. E isso é algo parecido com o nosso trabalho aqui na rádio, pois diariamente tudo que é produzido aqui tem este olhar que vai ser visto por toda aldeia Global. O Fauzy é um artista que conhece o mundo e tudo sobre a cultura do reggae. Ele é o capitão do navio deste programa e o Marcos Vinicius e que comanda a roda do “Leme”. O Marcos também tem uma longa experiência no rádio e vai ser também importante, pois hoje ele esta muito próximo desta comunidade que curte o trabalho mais intimistas dos Djs que tocam e trabalham diretamente com as bolachinhas de vinil”, acrescentou Nilo Gomes.

Nilo Gomes ressaltou que a ideia da rádio é brigar pela audiência através deste programa e resgatar as verdadeiras raízes do teggae que transformou São Luis a capital da musica jamaicana no Brasil. Ele afirmou ainda que teve carta branca diretora-presidente da Nova FM,  Paulinha Lobão para a criação deste projeto que incentiva a cultura do reggae no Maranhão.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias