CORONAVÍRUS

No Maranhão

1822
73314
51911
1836
DIA DO SANTO

A natividade de São João Batista

Igrejas e paróquias celebram hoje, dia 24 de junho, missa festiva em homenagem ao santo São João Batista, nascido a 24 de junho, precursor de Jesus Cristo

© Reprodução / YouTube

Conforme as escritas bíblicas, São João Batista foi o precursor de Jesus e batizou o filho de Deus nas águas do Rio Jordão. Além disso, ele foi o responsável pela conversão de milhares de pessoas através do batismo. Dentro da tradição religiosa, São João tem uma reverência especial, pois com exceção de Jesus Cristo e Maria que são celebrados os dias do nascimento e a assunção, São João Batista é o único santo em que se celebra também essas duas datas, sendo a do seu martírio, dia 29 de agosto. Os demais santos são comemorados no dia da morte, portanto, João é comemorado duas vezes, segundo a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil.

Leia também:

Enviado por Deus para “endireitar os caminhos do Senhor”, foi santificado pela graça divina antes mesmo que seus olhos se abrissem à luz. “Eis — diz Isabel, repleta do Espírito Santo, a Maria — quando tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria em meu ventre” (Lc 1,44). Segundo o Diácono transitório Bruno Mendes Pimenta, da Paróquia São João Calábria, “João, chamado o batizador, é filho de Zacarias e de Isabel. A criança que vai nascer percebe a presença de Jesus “estremecendo de alegria” no ventre materno por ocasião da visita de Maria à prima Isabel. Este encontro foi de tamanha alegria que até as crianças ainda nos ventres de suas mães ficaram agitadas. Os primos já podiam sentir a presença um do outro e de como as suas missões estavam entrelaçadas. João Batista foi o responsável por preparar os caminhos que seu primo Jesus iria mais tarde aprimorar, caminho de arrependimento e salvação”.

João Batista foi assassinado no baile de aniversário do rei Herodes, depois de uma armação de sua esposa Herodíade que não gostava de João por causa das denúncias de adultério feitas pelo profeta diante do povo, João dizia que não era permitido a Herodes o casamento com a mulher de seu irmão. Ao entrar dançando para agradar o tio, Salomé encontra graça diante do rei que lhe oferece por presente o que desejasse, ela, então, corre para junto da mãe e lhe diz que peça a cabeça de João Batista. Mesmo contrariado, o pedido foi atendido pelo rei. São João Batista é o primeiro mártir da Igreja, e o último dos profetas. Sua festa é celebrada desde o começo da igreja, no dia 24 de junho. Ele é venerado como profeta, santo, mártir, precursor do Messias e arauto da verdade. Sua representação é mostrada batizando Jesus e segurando um bastão em forma de cruz.

Missa festiva

Nesta quarta-feira, igrejas e paróquias de todo o Brasil celebram a natividade de São João Batista. Na Paróquia São João Batista, no Centro, o festejo deste ano tem como tema: Celebrando os Santos do mês e pedindo o fim da pandemia. Por causa das orientações governamentais de saúde, os devotos e devotas de São João Batista poderão acompanhar a Festa do Padroeiro através das transmissões ao vivo pelas plataformas digitais da Paróquia. Hoje serão celebradas duas missas, às 9h e 17h. Os fiéis poderão também acompanhar a carreata de São João Batista, pelas ruas do Centro Histórico, com oração do terço e ladainhas em homenagem ao Padroeiro. Além disso, durante todo o dia 24, a imagem ficará exposta na porta da Igreja para que as pessoas possam passar e reverenciar o santo.

Na paróquia de São João Batista de Vinhais, a mais antiga de São Luís, acontece hoje o encerramento da Festa das Águas, às 19h, com Santa Missa Solene em honra a São João Batista, no Largo da Matriz, com as famílias em seus carros e transmissão da missa pela Internet. Não há como não fazer a ligação de São João com os festejos juninos, uma das tradições mais importantes da cultura nordestina. A primeira vez que uma fogueira acendeu nessa data foi há mais de dois milênios quando nascia João Batista, que recebeu esse nome por abençoar gentios nas águas do Rio Jordão.

Na temporada junina, as brincadeiras buscam o famoso batizado, benção de proteção para os brincantes que durante as noites vadiam nos terreiros e arraiais das cidades maranhenses levando brilho e alegria para o povo. A ladainha de São João Batista e a apresentação da brincadeira na porta da igreja ou capela dedicada ao santo faz parte do ritual, é uma forma de pedir proteção e agradecer pelas bênçãos recebidas. Este ano elas aconteceram de forma mais discreta, ou até com bênçãos virtuais.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias