CORONAVÍRUS

No Maranhão

868
53508
25120
1285
LITERATURA

5 Livros que parecem feitos para quarentena

Aproveite o tempo de quarentena para colocar a leitura em dia

Reprodução

Para além dos livros que falam sobre a história das pandemias, ou tramas apocalípticas ressuscitadas pelo período atual, obras literárias que discorrem sobre confinamentos, voluntários ou não, e a transformação que vem da solidão se mostram leituras interessantes para se assimilar as idiossincrasias do momento pelo qual o mundo passa. VEJA selecionou cinco livros que não só reforçam o tema, como são leituras prazerosas para entreter nesta quarentena. Confira:

Cem Anos de Solidão

Não é para menos que o romance Cem Anos de Solidão consagrou ao colombiano Gabriel García Márquez um Nobel de Literatura. De título sugestivo em tempos de quarentena, a obra do gênero realismo-fantástico segue a família Buendía, que, ao fugir da própria consciência pesada, funda o fictício vilarejo de Macondo, uma metáfora assumida para a América Latina e seu passado colonial. A cidade é então tomada por uma chuva que dura quatro anos e que impõe um confinamento inescapável aos habitantes, forçados a adiar todo e qualquer plano para o período da estiagem. Ainda que a quarentena da vida real esteja sendo motivada por uma pandemia viral e não por um aguaceiro, o confinamento de Macondo em muito se assemelha ao que o mundo tem experienciado nos últimos meses, especialmente no que diz respeito ao convívio familiar e consigo mesmo.

Próxima »1 / 5
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias