HOJE!

Mostra de curtas agita programação da 14ª Semana do Teatro

Espetáculo pernambucano mal assombros encerra a programação do terceiro dia do festival

Reprodução

A programação da 14ª Semana do Teatro de hoje (20) está diversificada. Serão quatro apresentações pela Mostra Praia Grande de Cenas Curtas que ocorre no Teatro Sesc Napoleão Ewerton, a partir das 16h, além do espetáculo Malassombros, da Cia Teatro de Retalhos, do Pernambuco, que subirá ao palco do Teatro Arthur Azevedo, às 20h. O festival é uma é uma produção do Governo do Estado do Maranhão e da Secretaria de Estado da Cultura por meio do Teatro Arthur Azevedo, com patrocínio da Equatorial Maranhão, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Uma das grandes novidades desta edição é a Mostra Praia Grande de Cenas Curtas, que contempla jovens atores e produções teatrais de curta duração. Serão exibidas quatro pequenas montagens de grupos maranhenses selecionados pela curadoria artística do festival, são elas: “Ofício: o trabalho do ator antes da cena”, da Cia Chão de Cozinha; “Violências Tristes, Momentos da Vida Diária”, do Grupo Os Sobreviventes; “Existe Muita Coisa que Não te Disseram na Escola”, do Coletivo 171; e “Cabra Marcado pra morrer”, da Poli. Cia de Teatro.

Em “Ofício: o trabalho do ator antes da cena”, a Cia Chão de Cozinha faz um convite ao espectador, para adentrar dentro do processo de preparação de um artista, instigando o público a refletir o teatro e a profissão do ator/atriz, em um âmbito total. Já na apresentação do Grupo Os Sobreviventes, “Violências Tristes, Momentos da Vida Diária” traz à discussão o drama das diversas formas de violência presentes no dia-a-dia.

A terceira encenação intitulada “Existe muita coisa que não te disseram na escola”, do Coletivo 171, visita através da poesia, canto e dança as experiências de uma mulher em descobrir-se negra, revelando a força que reside e resiste em um corpo e uma alma marcada pelo preconceito. E por fim a Poli. Cia de Teatro faz uma releitura do poema “João Boa Morte’, de Ferreira Gullar, que retrata a luta de classes, expondo em “Cabra marcado pra morrer” a face da dominação e o ainda atual festejo da miséria que sorri na exploração. “O cabra” é encenado em jogo narrativo e foca na dureza das imagens para evidenciar as relações de abuso contemporâneas.

E para fechar a programação do terceiro dia do festival, a Cia Teatro de Retalhos (PE) traz o espetáculo “Malassombros – Contos do além sertão”, que resgata de forma lúdica as histórias que povoam o imaginário do sertão brasileiro. No enredo, o público conhece Dona Nina, uma típica anfitriã que recebe todo mundo em seu terreiro para contar suas histórias. Mas não é qualquer história, são contos de arrepiar os cabelos. Com a ajuda de Seu Biu e Zé das Cangas, seus simpáticos e atrapalhados vizinhos, nossa anfitriã pode acabar arrancando também umas boas risadas.

O espetáculo acontece no Arthur Azevedo às 20h e os ingressos são gratuitos. Para assistir basta ir à bilheteria do teatro com 1kg de alimento e retirar seu ingresso a partir das 14h do dia do espetáculo. Além da apresentação, o grupo ainda ministrará o workshop “Que palhaçada é essa?”, que ocorre das 14h às 16h, na Sala do Coro, no Teatro Arthur Azevedo.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias