MEDO

Pirata da litorânea denuncia que está recebendo ameaças

Ele pede ajuda para que possa voltar ao local em que escolheu viver.

Reprodução

Você se lembra do Pirata da Litorânea? Antônio Carlos da Silva, 47 anos, o paraibano que se apaixonou pela praia e então resolveu montar sua barraca e morar no calçadão da Avenida Litorânea, orla de São Luís. Infelizmente, nem todos tem o privilégio de ter o mar como quintal. Pirata conta que escolheu ficar em São Luís por conta da paz que encontrou na capital maranhense.

Mas ultimamente não é essa a realidade que Antônio Carlos está vivendo, Pirata procurou a equipe do O Imparcial e contou que nos últimos dias vem sofrendo ameaças e por conta disso está impedido de ficar no local em que escolheu viver. Temendo o que pode acontecer, Pirata já registrou dois boletins de ocorrência em que relata as duas vezes em que tentaram contra sua vida.

Ele pede ajuda para que possa voltar ao local em que escolheu viver.

Antônio Carlos está concluindo suas pinturas no calçadão da orla maranhense, em que retrata famílias com desenhos de corações.

Vale a pena relembrar um pouco da história desse que é um dos grandes personagens que se encontram em São Luís, Antônio Carlos chegou ao Maranhão no dia 22 de dezembro de 2010, e foi nessa época em que adotou o personagem de pirata, ele morava em um fusca do ano de 1983 que ficava estacionado na Praça de alimentação da Avenida Litorânea, mas no dia 12 de fevereiro de 2014, agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) retiraram o veículo do local, fazendo assim com quer o Pirata ficasse sem sua “casa”.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias