MÚSICA

Maranhense lança seu primeiro álbum no Spotify

Jonas Magno lançou no final de setembro o seu primeiro álbum pela plataforma de streaming

Reprodução

O cantor maranhense Jonas Magno lançou seu primeiro álbum, intitulado “Casa Alheia”, que já está disponível em todas as plataformas digitais. As faixas são embaladas pela MPB com influências de ritmos como reggae, pop, baixão, xote, entre outros.

“O disco foi produzido em parceria com o estúdio Andar de Cima Sessions, mais especificamente com o Memel Nogueira como produtor”, disse Jonas, ressaltando que contou com colaboração de Rui Mário (sanfonas), Thierry Castelo e Ronald Nascimento (baterias), Roberto Chinês (bandolim e cavaquinho), Samile Araujo (vocais), Thiago Garcez (zabumba) e Nêgo João (violões).

Segundo o cantor, o álbum, que conta com 10 faixas, recebeu esse título por inspiração das expressões de sua cidade natal, o município de Pinheiro (MA).

“A expressão ‘Casa Alheia’ nos apresenta a ideia de um dos costumes de nossa cultura, enquanto ainda uma cidade pequena: que é a hospitalidade”, disse.

Além de cantor, é violinista e compositor graduado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão. Aos 15 anos iniciou os estudos de violão, junto com amigos e familiares. Foi na mesma época que formou uma banda junto com amigos. Aos 21 anos, Jonas Magno mudou-se para São Luís e ampliou as influências de MPB e demais gêneros. Em 2019, lançou o primeiro álbum de estúdio, o “Casa Alheia”, feito em parceria com o estúdio “Andar de Cima”.

Rap maranhense também faz sucesso
O rapper Neto Rozz lançou o single “$angue Frio”, que conta com participação especial de Hugo Gugs um dos nomes de maior destaque do Hip Hop maranhense. A produção da faixa foi assinada por Celo, beatmaker renomado da Trap Music nacional.

O lançamento $angue Frio chegou na rua com muito impacto, bem recebido por críticos, Djs, portais do gênero, rappers, rádios e público, o som traz o Trap Lírico Maranhense para o mundo, com plays espalhados de Fortaleza e São Paulo até o Reino Unido e Argentina.

Neto Rozz conheceu o Hip Hop com 8 anos, através do skate. Apaixonado pela subversividade do gênero, aos 13 anos escreveu sua primeira música, se apresentando em locais de menor alcance e conquistando pequenos públicos, até que em março de 2018 lançou sua primeira faixa. “Reptando”, mesmo sem qualidade de estúdio, foi conhecida por parte do público do rap local, garantindo apresentação em um dos mais emblemáticos eventos da cultura de rua de São Luís, a Batalha na Praça.

No começo de 2019, Rozz lançou “Flow Chorão” com produção do trapper da Recayd Mob, Mc Igu. Com qualidade de aúdio profissional, teve o reconhecimento maior do público, aumentando suas métricas e crescendo musicalmente com batidas mais fortes e letras mais elaboradas.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias