FICA A DICA

Como evitar que o celular esquente

Além dos momentos de uso “mais puxado”, os smartphones esquentam mais quando estão carregando

Reprodução

Basta você ficar alguns minutos mexendo no seu smartphone para perceber que, conforme o tempo passa, a carcaça dele começa a esquentar. O quanto ele esquenta depende de diversos fatores, mas ele pode ficar desde “morninho” até virar uma batata quente.

Basicamente, esquentar é algo que todo produto eletrônico faz. A explicação está na física: trata-se do chamado efeito Joule, que se refere à relação entre o calor gerado e a corrente elétrica que percorre um condutor em determinado tempo. Traduzindo para o português: quanto maior a resistência para uma corrente elétrica percorrer um determinado trajeto ou quanto maior a corrente nesse trajeto mais calor ela gera.

Então é bem provável que o celular topo de linha que você queria irá esquentar menos do que aquele intermediário que você está tentando substituir. Além dos momentos de uso “mais puxado”, os smartphones esquentam mais quando estão carregando. Neste caso, o que aquece é a bateria ao receber corrente elétrica.

O que fazer para evitar?

Agora que você já sabe que o calor é um inimigo e tanto para o seu smartphone, o que fazer para evitar que ele sucumba às altas temperaturas? Bem, ainda que não dê para evitar todas as situações, alguns hábitos e configurações para ajudar.

“Evitar usar o aparelho quando ele estiver carregando e só usar carregadores originais é algo que pode ajudar a manter a temperatura do celular mais baixa e também evitar acidentes”, diz Fernandes.

Se o uso do poder de processamento do aparelho faz com que ele esquente, é natural concluirmos que, quanto menos apps abertos ao mesmo tempo, mais frio ele ficará. Ainda que aparelhos modernos tenham um bom gerenciamento multitarefas, os especialistas recomendam fechá-los.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias