‘Bohemian Rhapsody’

Álbum lendário do Queen têm história contada em série britânica

Disco terá sua história contada em episódio inédito no Brasil da série “Álbuns Clássicos”, exibida pelo canal Curta! ás 23h, no próximo dia 9 de setembro, no Segunda da Música.

Reprodução

Bohemian Rhapsody é uma canção composta em 1975 por Freddie Mercury, integrante da banda britânica Queen e incluída no seu álbum A Night at the Opera,  quarto álbum da banda Queen, até hoje um dos mais icônicos do rock. O disco terá sua história contada em episódio inédito no Brasil da série “Álbuns Clássicos”, exibida pelo canal Curta! ás 23h, no próximo dia 9 de setembro, no Segunda da Música.

Vale lembrar que é neste disco que se encontram alguns dos maiores sucessos do grupo, como Love of my lifeBohemian Rhapsody — canção que deu nome ao recente filme que retratou a trajetória do cantor Freddie Mercury.  À época de seu lançamento, em 1975, “A Night At The Opera” alcançou sucesso instantâneo. O processo criativo e técnico por trás do projeto foi completamente inovador e, ao mesmo tempo, bastante complexo.

Série britânica conta histórias de álbuns clássicos – primeiro episódio enfoca “A Night at The Opera”, do Queen

O disco reuniu diversos instrumentos musicais, muito além dos geralmente usados no rock — entre eles, harpa e banjo. Profissionais de estúdios diferentes participaram das gravações e da edição das canções, e incontáveis horas de dedicação dos membros da banda foram necessárias. O esforço foi recompensado, e o disco logo entrou nas principais paradas de sucesso no mundo. Bohemian Rhapsody, por exemplo, passou semanas consecutivas sendo a canção mais tocada em diversos países, apresentando ao público um som que mesclava rock, ópera e piano. Os detalhes dessa superprodução são tema do episódio dirigido por Matthew Longfellow, que conta com depoimentos de jornalistas, produtores e outros profissionais que trabalharam no disco.

Sobre Bohemian Rhapsody

Bohemian Rhapsody é uma canção não possui refrão. Nela, Freddie Mercury, Roger Taylor e Brian May cantam respectivamente nas tessituras média, aguda e grave. May toca a guitarra, Taylor toca bateria, tímpano e gongo, e John Deacon toca o baixo elétrico. O single foi acompanhado de um vídeo promocional, inovador para a época, e popularizou o uso de videoclipes para lançamento de singles, além de ter sido considerado o marco inicial da “era da MTV”.

Após quase 11 anos de publicação no Youtube, seu videoclipe chega à 1 bilhão de visualizações, sendo a primeira música antes da década de 90 a alcançar essa marca. Para comemorar a ocasião, uma versão remasterizada do clipe está disponível no canal do YouTube da banda.

A música tem três segmentos. Primeiro, começa com uma balada que termina com um solo de guitarra do Brian May. Depois do solo começa uma pequena ópera totalmente composta por Freddie Mercury. Depois da ópera, começa uma pequena parte de “hard rock”. Freddie Mercury compôs o instrumental, a ópera e quase a música toda.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias