Teste

Saiba que tipo de solteira você é

Sexóloga ajuda mulheres a identificar seu perfil de solteira e dá dicas*

Reprodução

Ser solteiro é ser livre! Ser solteiro é sair e voltar a hora que quiser sem dar satisfações para ninguém! Viva o Dia dos Solteiros “. Esta é só uma das milhares mensagens que existem na internet sobre o que significa ser solteiro. Para quem não sabe o Dia do Solteiro é comemorado anualmente em 15 de agosto.

A origem da data é desconhecida, mas já que existe o Dia dos Namorados, alguém achou que seria interessante existir uma data destinada para as pessoas que não têm um parceiro ou parceira na vida amorosa.

No Dia dos Solteiros, uma boa sugestão é que as pessoas que não são casadas, noivas ou comprometidas aproveitem para organizar festas e atividades a fim de celebrarem sua liberdade e amor próprio.

Afinal, o fato de estar solteiro(a) não é motivo para desesperança. Muitas vezes é quando não estamos em relacionamentos amorosos que podemos enxergar nossas prioridades e produzir mudanças profundas e positivas em nossas vidas.

No Dia dos Solteiros a expert Vanessa de Oliveira ajuda as mulheres a identificar qual o seu perfil de solteira e como ele pode te ajudar – ou atrapalhar – na conquista conquista e sedução_ 


A solteirice para você é….

A – Uma fase de transição, divertida até, mas que eu espero que passe logo

B – Cheia de altos e baixos! Tem muitas dores e delícias

C – Uma escolha, normalmente eu decido quando quero estar solteira ou investir em um relacionamento

D – A única opção, já que os homens de hoje não valem à pena 

“É impossível ser feliz…” – Qual o complemento para essa frase você mais se identifica:

A – Sozinha

B – Com relacionamentos casuais

C – Se você não for atrás do que quer

D – Com um homem 

O que normalmente você faz para se divertir?

A – Vou a lugares legais e que sejam frequentados por caras com perfil que eu busco 

B – Muitas coisas! Entre elas flertar com os caras nos apps, desde que seja em casa e de pijama  

C – O que eu quero! Vivo novas experiências, vou a lugares incríveis, conheço gente  interessante, que pode ou não virar alguma coisa

D – Qualquer coisa que não envolva machos 

Depois de um bom primeiro encontro com um cara você normalmente:

A – Começa a fazer planos mentalmente sobre como seria se começasse um namoro (e se tiver sido bom mesmo o date, já imagina o casamento, os nomes dos filhos…)

B – Fica meio sem saber como agir! Não sabe se espera uma mensagem, se toma a iniciativa, se segue para o próximo…

C – Segue sua vida normalmente, cumprindo as tarefas que já tinha programado.

D – Se arrepende por ter perdido seu tempo saindo com mais um homem.

Deu match, e você? Qual a primeira coisa que passa pela sua cabeça quando chega a notificação de uma nova combinação nos apps de relacionamento?

A – Não estou neles, não acho um bom lugar para conhecer pessoas para um relacionamento.

B – Hummm deixa eu ver quem é, como eu posso puxar assunto, será que rola algo mais?

C – Vamos ver em quanto tempo ele vai vir falar comigo!

D – Que preguiça!

Se a sua vida de solteira ganhasse uma série na Netflix, ela estaria mais para qual título:

A –  Em busca do par perfeito

B –  Entre idas e vindas

C –  Ela quer e pode tudo 

D –  Abaixo ao sistema

O processo de conquista e sedução para você está mais para:

A – Uma brincadeira do destino, nunca se sabe em qual esquina você vai encontrar o amor

B – Um jogo de azar, você nunca sabe quando o resultado vai ser bom e quando não vai

C – Um plano estratégico, que você executa com maestria

D – Uma caçada, que termina com o outro no chão!

Estar em um relacionamento para você é?

A – Um sonho, que você espera conquistar em breve

B – Um desafio, já que não sabe muito bem como fazer o boy do encontro casual virar algo sério 

C – Uma construção, uma decisão que você vai tomar ou não dependendo do momento em que estiver 

D – Um erro, vejo que um homem nesse momento só iria atrapalhar minha vida e meus planos

Confira o resultado

Some quantas respostas você teve em cada alternativa. A maioria das respostas representa hoje o seu perfil de solteira. A gente sabe que somos muitas em uma só, então não custa nada ler as dicas dos outros perfis né? 😉

Maioria das respostas A – Princesa na Torre

Quando o assunto são os relacionamentos você ainda está enxergando o mundo por meio de ¨óculos cor de rosa”, ou seja, você tem um visão utópica de como a vida ao lado de outra pessoa pode ser e leva mais em consideração uma versão imaginada de um par do que a realidade. Pode ser que você considere a solteirice uma fase de transição da vida, que na verdade só faria sentido mesmo acompanhada. No fundo, essa visão faz com que você se comporte como a alguém que está “esperando ser salva” por um príncipe encantado e isso pode te atrapalhar, e muito. Você pode não conseguir enxergar a versão real dos caras que encontra, acabar se magoando ou ainda aceitando estar em relacionamentos tóxicos, por exemplo, por considerar que “qualquer coisa é melhor do que ficar sozinha”. Além do mais, pode deixar passar oportunidades de viver experiências incríveis, simplesmente porque está com o foco no outro e não em você. Essa postura pode ainda acabar afastando os homens que, dentro do processo de conquista e sedução, se sentem mais atraídos por mulheres com personalidade que estão em busca dos seus sonhos e têm uma vida interessante. A verdade é que os caras, que não são carentes, não querem se sentir responsáveis emocionalmente pelas mulheres. Para mudar essa visão, comece se colocando em primeiro lugar, fazendo planos para aproveitar o estilo de vida de solteira. O que você sempre teve vontade de fazer mais está esperando companhia. Que tal fazer agora? Há muitas vantagens em não estar em um relacionamento, descubra quais delas fazem sentido para você.

Maioria das respostas B – Síndrome do dia seguinte

Você provavelmente vive na gangorra entre as “dores e as delícias” da solteirice! Sabe aproveitar a liberdade de estar em um voo solo neste momento e já não acredita mais na máxima do “é impossível ser feliz sozinho”. Você provavelmente está nos aplicativos de pegação ou relacionamento e se diverte com o flerte, mas a verdade é que, no fundo, ainda não aprendeu a lidar muito bem com os relacionamentos casuais. Não é nem que você queira se comprometer nesse momento, mas você não quer ter encontros que não façam nenhum sentido. É confuso, né? É que mesmo que talvez não perceba, você ainda mantém o registro – e isso traz uma pressão – de algumas imposições sociais de como “uma mulher deveria se comportar” ou “se dar ao respeito” e fica na dúvida na hora de agir. Isso faz com que você entre no jogo da conquista e sedução com vantagens e desvantagens: você conta com o fato de ser interessante e ter uma vida feliz sozinha e se sentir livre (na maior parte do tempo) como componentes poderosos da conquista, mas pode ser que cometa erros do dia seguinte ao primeiro encontro ou a primeira transa que podem te acabar te machucando e até mesmo afastar o cara. Os mais clássicos são: ter uma ressaca moral e se culpar por ter feito algo que, na verdade, você queria, mas que acha que não é certo. Isso pode acabar consumindo sua energia e derrubando sua autoestima; bancar a carente emocional, mudar de livre para grude assusta qualquer um e se, no dia seguinte ao encontro ou sexo, fizer isso, pode afastar o cara. A boa notícia é que você realmente não precisa fazer nada que não queira, se não se sente preparada para lidar com o dia seguinte, principalmente nos primeiros encontros. Não precisa bancar a moderninha só porque é assim que a maioria age. Existe uma estratégia de conquista e sedução que é toda baseada em não fazer sexo nos primeiros encontros. O passo a passo desse processo está descrito nos meus treinamentos.    

Maioria das respostas C – Rainha Má 

As rainhas sempre foram as mulheres mais intrigantes dos contos de fadas. Elas tinham poder, força, conhecimento e, normalmente, sabiam muito bem o que queriam e não tinham medo de ir em busca da realização desses desejos. Não é à toa – já que a maioria dos contos foram escritos por homens – que essa figuras tenham sido associadas muitas vezes à maldade. Mas, por maldade, aqui vamos entender apenas que: a rainha é alguém com personalidade, ok?

Você é assim, realmente dona de si e não tem medo, ou vergonha, de mostrar ao mundo a sua personalidade ou os seus desejos, mesmo quando eles são o que a maioria das pessoas espera. Você aproveita intensamente cada fase da vida com o que ela tem de melhor, porque sabe que você é a responsável pela sua felicidade e são suas atitudes no dia a dia que levam até ela. Dessa forma você se dá bem tanto em voo solo e quanto em par. Você têm uma visão madura sobre os relacionamentos e sabe que eles são uma construção e não espera que estar acompanhada seja a única forma de viver. Você tem vários pilares que deixam a sua vida interessante e estar ou não em um relacionamento é mais um deles. Para você, a dica sobre o processo de conquista e sedução é se observar e entender em que momento da vida você está e o que está buscando, porque existem estratégias eficientes para cada um dos objetivos. Se a ideia for se manter na pista e feliz, aproveitando só os relacionamentos casuais,  existe um passo a passo que pode ser adotado para atrair o outro, mas não se apegar. Dessa forma ninguém sofre! Agora se estiver na fase de buscar um relacionamento, outros truques serão necessários para que você entre no jogo com vantagens. Por último, você também pode aprender a identificar com facilidade com que tipo de homem está lidando e não perder tempo com aqueles que não vão dar conta de toda a potência que você é! Junte-se às outras rainhas más que são alunas dos meus treinamentos nas redes sociais usando as hasthag #rainhama.

Maioria das respostas D – Man down

Rom pom pom pom, homem no chão! O meme que é sacado toda vez que uma mulher tem uma tiradas ácidas em relação aos homens nas redes sociais – e que tem origem da música homônima na qual a Rihanna atira em um homem no meio da estação central – poderia ser usado para descrever boa parte das suas interações com o sexo oposto. Por não concordar – com razão – com o padrão de gênero estabelecido em nossa sociedade atual e acreditar que ele limita toda a potência do feminino, você acaba sempre no limite quando o assunto é homem. No limite da tolerância para a reprodução dos discursos machistas, da paciência em lidar com o processo de desconstrução deles, do desejo de estar perto e longe deles. O que talvez você não perceba é que está, no fundo, alimentando o ódio pelo sexo oposto e esse caminho pode atrapalhar sua felicidade e te impedir de aproveitar tanto a solteirice quanto a possibilidade de estar em uma relação saudável e feliz. Nem todos os relacionamentos são tóxicos e prejudiciais e nem todos os homens têm o mesmo comportamento de antes, partir para esse discurso pode te fazer errar criando estereótipos e a nossa luta é exatamente para combatê-los, não é? Chame os caras para conversa, só os que você acha que valem à pena, claro! Busque entender como o sistema afeta também a visão dele sobre os relacionamentos. Muitos homens bacanas estão perdidos nesse momento. Fale tudo o que você precisa, mas esteja disposta a ouvir o outro também. O processo de conquista e sedução é um jogo de poder e escolher quando o bastão desse poder para o outro não é perder o controle, e sim, um sinal de inteligência que pode te ajudar a viver experiências incríveis e intensas!  Faça as pazes com os homens e entenda que eles também foram criados no mesmo sistema e carregam exigências tóxicas também.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias