VITRINE

Quarto de bebê montessoriano: o método que desenvolve a autonomia das crianças

Poucos pais sabem que o espaço pode oferecer muito mais do que conforto e segurança

A chegada de um bebê traz sempre muita alegria. E desde a descoberta do novo membro da família, os pais já pensam em preparar um cantinho especial e aconchegante para o filho. O pensamento imediato é organizar o quarto do bebê da forma mais confortável e segura. E o que não sabem, é que o espaço pode oferecer muito mais do que conforto e segurança.

Poucos pais já ouviram falar no método Montessoriano aplicado a arquitetura e jamais pensariam que um ambiente nessa perspectiva pode trabalhar a autonomia e independência de uma criança.

Calma, se você não sabe do que se trata, vamos te ajudar. Os ambientes montessorianos são inspirados na filosofia da médica italiana Maria Montessori, e defende que as crianças devem desenvolver desde cedo sua autonomia e curiosidade, a medida em que exploram o espaço à sua volta. Como ele é indicado para crianças de 0 a 6 anos de idade, o ideal é alinhar todo mobiliário do quarto na altura da criança, com cores vivas e uma decoração criativa, que prenda a atenção dela.

Imagine seu filho de apenas 10 meses acordar no meio da noite, sentar-se, brincar um pouco e voltar a dormir sem precisar chorar para chamar a atenção dos pais? Sim, é totalmente possível! E quem nos prova isso é a arquiteta Milena Estrela, que trabalha com uma arquitetura conceitual, construtiva e direcionada, e vem se especializando nessa prática para facilitar o desenvolvimento das crianças através de seus projetos.

Arquiteta Milena Estrela (Foto: Gabi Ferraz)

Ela explica que o ambiente montado nesta perspectiva, se torna capaz de estimular a autonomia da criança e focar na conquista da independência dos pequenos.

“Quando o método é aplicado em casa, ele estimula a iniciativa, a independência e autonomia da criança, pois elas sentem necessidade de explorar seus limites. Quando vou projetar um ambiente montessoriano, preciso respeitar criteriosamente a ergonomia das crianças, além de conciliar com os períodos sensoriais de cada um. A partir disso listo os pilares base que consistem esse método e parto para execução”, explica Milena.

Se interessou em fazer um projeto montessoriano em casa? Pois então se liga nas dicas que preparamos e mãos à obra.

Próxima »1 / 6
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias