TEATRO

“Leitura dramatizada Resistência Urgente” no Espaço Reocupa

Leituras Dramáticas é uma forma de somar energias teatrais contra este projeto fascista e autoritário que está em andamento no Brasil.

Reprodução

Os atores Luiz Pazzini e Wagner Heineck apresentam nesta quinta-feira (22), as 19h no Espaço Reocupa o projeto Leituras Dramáticas: Resistência. A iniciativa coloca uma luz por meio de um debate o atual momento político que passa o Brasil. De acordo com os idealizadores do projeto em tempos sombrios de ataques sistemáticos à democracia e à liberdade de expressão, Leituras Dramáticas é uma forma de somar energias teatrais contra este projeto fascista e autoritário que está em andamento no Brasil.

Para isso, foram selecionados dois textos emblemáticos: Novas diretrizes em tempo de paz, de Bosco Brasil, e Audiências da comissão sobre atividades antiamericanas da Camâra, de Bertolt Brecht. O primeiro aborda o problema da imigração e o processo de deportação no Brasil e o segundo a expulsão de Brecht dos Estados Unidos que foi acusado de ser um autor comunista.

O professor da Universidade Federal do Maranhão, Luiz Pazzini, é o homenageado nesta edição, na XI Semana do Teatro no Maranhão. O evento, que começou no dia 26 de setembro, vai até o dia 02 de outubro com uma vasta programação incluindo dez espetáculos, sete performances e intervenções, oito oficinas e uma demonstração técnica, promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, do Teatro Arthur Azevedo e da Lei de Incentivo à Cultura.

Sobre os atores

Luiz Pazzini

Luiz Roberto de Souza, conhecido artisticamente por Luiz Pazzini, nasceu no interior de São Paulo, na cidade de Severínia e mora no Maranhão há 20 anos. Cursou Artes Dramáticas na Universidade de São Paulo (USP) e mestrado em Artes pela Escola de Comunicações e Artes na mesma universidade. Pazzini é ator, diretor e professor do Departamento de Artes da Universidade Federal do Maranhão desde 1992. A pesquisa sobre a raça negra vem permeando sempre seu trabalho. Ele é neto de negros e italianos. Sua tese de mestrado centrou a temática da primeira revolta negra, no Haiti. Em 2010, começou a pesquisar sobre a memória da Balaiada, que aconteceu no Maranhão entre os anos de 1838 a 1841. “Negro Cosme em Movimento” realizou apresentações nas cidades-estações da revolta, Nina Rodrigues, Caxias e Itapecuru-Mirim. Luiz Pazzini, realizou grandes espetáculos que marcaram sua careira tais como: “Negro Cosme”, “Cofo de Estórias”, “Pigmaleão” e “Lulu”.

Wagner Heineck

Ator e Produtor Cultural, nascido em São Paulo e radicado em São Luis/MA há 15 anos, iniciou sua carreira artística em 1990 no grupo “Os Petalógicos” sob a direção de Jair de Assumpção, depois passando por diversos grupos teatrais, com renomados Diretores, como Renato Borgui e Ricardo Karman.  Em 2011, 2012 e 2014 foi Coordenador Técnico do Conexão Dança em São Luis. Há 17 anos atua, esporadicamente, seu solo performático “Rambô”, inspirado no poeta francês Arthur Rimbaud e no também poeta e ex-vocalista da banda de rock The Doors, Jim Morrison. Desde 2014 é Produtor Cultural do Casa d’Arte Centro de Cultura, em Raposa-MA.

Em 2017 participou de um intercâmbio cultural, em Lima, Peru, através de convênio firmado entre a Embaixada Brasileira em Lima e Casa d’Arte Centro de Cultura/Instituto Maranhão Sustentável, ao qual assumiu o cargo de Coordenador de Cultura no Centro Cultural Brasil-Peru (CCBP), em Lima, durante 4 meses.

SERVIÇO

O que? Leituras Dramáticas: Resistên

Quando? Nesta quinta-feira ( 22). às 19h.

Onde? Reocupa- Rua Afonso Pena 20, Centro Histórico.

Quanto? Contribuição voluntária (contribua com o que quiser ou puder).

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias